Publicidade
Cotidiano
SAÚDE

Europa registra maior número de novos casos de HIV desde 1980

De acordo com a OMS, a Europa é a única região do mundo onde o número de novas infecções por HIV está aumentando 01/12/2017 às 12:47 - Atualizado em 01/12/2017 às 13:30
Show biv
Testes de HIV à venda em farmácia na França
Marieta Cazarré - Agência Brasil

Neste 1º de dezembro, quando as Nações Unidas marcam o Dia Mundial de Combate à Aids, os dados recém-divulgados da enfermidade no continente europeu preocupam. Em 2016, mais de 160 mil pessoas foram diagnosticadas com o vírus da Aids na Europa, segundo dados divulgados pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Esse é o maior número de pessoas recém-diagnosticadas com a doença no continente em um ano, desde que o registro de casos de HIV começou na década de 1980.

De acordo com a OMS, a Europa é a única região do mundo onde o número de novas infecções por HIV está aumentando. E as pesquisas revelam uma tendência preocupante: mais da metade (51%) dos diagnósticos ocorreram em um estágio tardio da infecção.

Na Europa, os números seguem a tendência da última década. A maioria (quase 80%) das pessoas recém-diagnosticadas eram da parte oriental da região, 17% da parte ocidental e 4% da parte central. Isso contribui para estimar que existam 2,4 milhões de pessoas vivendo com HIV na Europa, entre as quais mais de um quarto não têm conhecimento da infecção.

"A epidemia de HIV continua a aumentar a um ritmo alarmante na Europa, principalmente na parte oriental, que é o lar de quase 80% dos 160 mil novos diagnósticos de HIV. Este é o maior número de novos casos já registrados em um ano. Se essa tendência persistir, não seremos capazes de alcançar o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável de acabar com a epidemia de HIV até 2030 ", adverte a Dra. Zsuzsanna Jakab, Diretora Regional da OMS para a Europa.

Publicidade
Publicidade