Publicidade
Cotidiano
Economia, Suframa, Ipea, MDIC, Integração, Mercosul, Venezuela, Amazônia Legal, Logística

Evento discute em Manaus a integração entre o Norte do Brasil e o Sul da Venezuela

Seminário promovido pela Suframa e o Ipea debate a integração econômico produtiva entre os dois países 31/10/2012 às 13:32
Show 1
Para o superintendente da Suframa, Thomaz Nogueira, o diálogo é fundamental, considerando a entrada da Venezuela no Mercosul e as especificidades geopolíticas e econômicas de ambas as regiões
acritica.com Manaus

A Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), em parceria com o Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea) deu início, nessa terça-feira (30), no auditório da autarquia, no Distrito Industrial, Zona Sul de Manaus, a um seminário para debater a integração econômico-produtiva, comercial e cultural entre o Norte do Brasil e o Sul da Venezuela, com a participação da Cônsul Geral Interina da Venezuela em Manaus, Carmen Reyes, do representante da secretaria executiva do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Ricardo Laquintinie e de órgãos dos Estados do Amazonas e Roraima.

“Esse trabalho é muito importante, pois o mapeamento de ações aqui traçado deverá contribuir para o desenvolvimento comercial e econômico de ambos os países”, destacou Laquintinie ao apoio da secretaria executiva do MDIC às discussões.

Para o superintendente da Suframa, Thomaz Nogueira, o diálogo é fundamental, considerando a entrada da Venezuela no Mercosul e as especificidades geopolíticas e econômicas de ambas as regiões.

“Dado o isolamento geográfico da região Norte do País, a única conexão por via terrestre que temos a partir de Manaus e passando por Boa Vista é exatamente com a Venezuela, então, temos aí todo um conjunto de oportunidades que talvez não tenham sido completamente aproveitadas até hoje”, destacou Nogueira na abertura do evento.

A cônsul venezuelana Carmen Reyes ressaltou a importância dos trabalhos com a autarquia e os Estados de Roraima e Amazonas para a integração com a Venezuela. “Precisamos nos comunicar diretamente com o Mercosul e isso passa pelo Brasil. Cabe agora pensarmos na melhor forma para fazermos essa integração”, observou.

O chefe da missão do Ipea na Venezuela, Pedro Barros, explicou que existe um comunicado entre os presidentes Hugo Chaves e Dilma Rousseff para a apresentação de um plano integrado de desenvolvimento entre as regiões norte do Brasil e Sul da Venezuela e isso é uma iniciativa inédita. “Sem dúvida, é uma quebra de paradigma para as relações bilaterais”, afirmou.

No primeiro dia de atividades, Nogueira apresentou um breve histórico do modelo Zona Franca de Manaus, seguido por Pedro Barros, que falou sobre as principais características da Venezuela, as pesquisas realizadas pelo Ipea nas áreas consideradas prioritárias para as relações entre Brasil e Venezuela e os projetos de cooperação desenvolvidos no país.

Na sequência, o pesquisador Breno Magro conduziu os trabalhos pela tarde, com a apresentação dos principais resultados da missão do Ipea na Venezuela, abrindo espaço para as contribuições dos representantes de cada órgão presentes no encontro.

Nesta quarta-feira (31), o seminário tem continuidade com os debates para elaborar esboços de projetos de integração bilateral, bem como identificar produtos, serviços e projetos que possam fazer parte de uma agenda de promoção comercial da Amazônia Legal brasileira na Venezuela.

Participam das discussões a Secretaria de Estado de Planejamento e Desenvolvimento Econômico (Seplan), Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Banco da Amazônia S.A e Universidade Federal de Roraima (UFRR).