Publicidade
Cotidiano
Notícias

Famílias esperam acordo com Seinfra para ‘sair do caminho’ de nova avenida de Manaus

Segundo moradores da avenida das Flores as obras estão paradas em razão do impasse. Das 60 famílias que antes ocupavam o local, pelo menos quatro delas ainda não tiveram um posicionamento dos técnicos da Seinfra 22/02/2013 às 08:23
Show 1
Quatro famílias querem uma definição do governo para sair das casas que estão na região do trecho 3 da avenida das Flores
náferson Cruz ---

O impasse entre famílias residentes no caminho das obras de construção do trecho 3, da avenida das Flores, na rua Fênix, na chamada Baixada Fluminense no bairro Cidade Nova, Zona Norte, e a Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), responsável pela construção, continua sem nenhuma previsão para a assinatura de um acordo.

Segundo os moradores as obras neste trecho estão paradas em razão do impasse. Das 60 famílias que antes ocupavam o local, pelo menos quatro delas ainda não tiveram um posicionamento dos técnicos da Seinfra. O último diálogo com os moradores era de que na semana seguinte ao Carnaval, a conversa seria retomada para a oferta de novo acordo. “Estamos aguardando o contato, mas até agora não temos quaisquer informações de quando ocorrerá”, comentou Tereza Brito da Silva, 32, uma das poucas moradoras do local.

De acordo com ela, os moradores que deixaram a área mediante a indenização ainda não conseguiram moradia. O motivo é a falta de planejamento nos acordos, que segundo as poucas famílias que restam no local, vem ocorrendo repentinamente. “Não houve prazo para que as famílias pudessem sair à procura de moradia”, relatou Tereza Brito.

Mesmo com o embaraço, as máquinas continuam trabalhando. A nova via (continuação da avenida das Torres), que está sendo implantada pelo Governo do Amazonas, se estenderá da avenida Timbiras, no bairro Cidade Nova (Zona Norte), até a rodovia Manaus-Itacoatiara (AM-010), e terá um corredor de ônibus com 11,1 km de extensão.

A Seinfra informou, por meio de sua assessoria, que a retirada das famílias está sendo feita de forma cautelosa e que as indenizações estão sendo pagas passo a passo e com prazo estabelecido pela Superintendência de Habitação do Amazonas (Suhab).

Ainda de acordo com o órgão, a maioria das famílias já deixou o local. As obras no momento são de preparação do terreno – como explicou a titular da Seinfra, Waldívia Alencar. “Nós estamos limpando a área no perímetro de construção da avenida e preparando o terreno para a construção das chamadas obras de arte, que são as pontes, bueiros e galerias”, diz.

Planejamento urbano em debate nesta sexta-feira (22)

O Conselho Nacional das Cidades vai realizar, em parceria com o Governo do Amazonas, o Seminário “Mobilização para a 5ª Conferência Estadual das Cidades do Amazonas” destinado ao público interessado em participar da construção das ‘Políticas de Desenvolvimento Urbano (PDU)’ nas etapas municipais e estadual da conferência.

O encontro acontece nesta sexta-feira (22), às 9h, no auditório da Caixa Econômica Federal da rua Ramos Ferreira, 596, Centro, em frente a Praça da Saudade.

Três conselheiros nacionais vão participar como palestrantes do evento: André Queiroz, Ênio Nonato de Oliveira e Gilberto Aguiar. Eles vão explicar que os objetivos do encontro é estimular a realização da conferência no Amazonas e informar sobre as etapas da organização, sistematização e validação das teses preparatórias e os desafios à implementação do Sistema Nacional do Desenvolvimento Urbano (SNDU) além da participação do poder público e sociedade civil no processo.

O Conselho Estadual das Cidades do Amazonas está preocupado em realizar uma conferência onde impere a qualidade no debate, com propostas que possam beneficiar todas ou ao menos a maioria das cidades amazonenses, pois a construção será democrática, visando o controle social. Por isso fizemos questão que o Ministério das Cidades incluísse o Amazonas na agenda de seminários”, afirma o secretário de Estado de Articulação de Políticas Públicas aos Movimentos Sociais e Populares , José Farias, o Zeca do PT.

Para participar do seminário basta ir ao auditório da Caixa nesta sexta-feira.