Publicidade
Cotidiano
Notícias

Feira Internacional de Artesanato pode movimentar cerca de R$5milhões em negócios

São esperadas 200 mil pessoas em dez dias de feira, que começou no último dia 6 de setembro no Centro de Convenções do Manaus Plaza Shopping 10/09/2012 às 10:03
Show 1
A feira também tem como objetivo promover o intercâmbio entre os artesãos e ainda fomentar novos negócios com a realização de rodadas de negociações com empresários brasileiros e estrangeiros
acritica.com Manaus

A 1º Feira de Artesanato Mundial (FAM) promovida por meio da Secretaria de Estado do Trabalho (Setrab) e do Programa de Artesanato Amazonense, tem a expectativa de que sejam fechados de R$ 3 milhões a R$ 5 milhões em negócios. Setenta estandes com artesanato de 16 países e de mais sete Estados brasileiros estão expostos ao público até o próximo dia 16 de setembro, no Centro de Convenções do Manaus Plaza Shopping (avenida Djalma Batista, 2.100, Chapada, zona centro-sul de Manaus).

De acordo com secretária da Setrab, Iranildes Caldas, são esperadas 200 mil pessoas em dez dias de feira, que começou no último dia 6 de setembro.

“O visitante poderá conviver com artesãos das mais diversas nacionalidades e culturas, e, ainda, ter a oportunidade de fazer bons negócios com produtos criativos e preços variados”, reiterou.

O evento, que tem ainda a parceria da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), reúne pela primeira vez a produção do artesanato mundial e das várias regiões do Brasil. A feira funcionará de segunda à sexta-feira, das 16h às 22h. Aos domingos e feriados, das 14h às 22h.

As peças esculpidas pelos artesãos africanos foi um dos grandes atrativos da primeira noite da feira.

Ao todo serão cinco mil peças expostas nos dez dias do evento. Na entrada é cobrado um valor simbólico de R$ 5 por pessoa. Além de visitar os estandes, o visitante poderá participar de oficinas e palestras gratuitas de reciclagem que acontecem durante a feira.

A feira também tem como objetivo promover o intercâmbio entre os artesãos e ainda fomentar novos negócios com a realização de rodadas de negociações com empresários brasileiros e estrangeiros.

Os países que participam são África, Bolívia, Egito, Filipinas, Índia, Indonésia, Japão, Marrocos, Paquistão, Peru, Quênia, Síria, Líbano, Rússia, Tailândia e Turquia. Do Brasil, participam artesãos de mais de 15 Estados, entre eles Amazonas, Rio Grande do Norte, Tocantins, Minas Gerais, Pará, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Santa Catarina, Piauí, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Paraná e São Paulo.