Publicidade
Cotidiano
TENDÊNCIA

Cada vez mais criativas, festas ganham até participação de arquitetos no planejamento

Ricos em detalhes e elaborados, eventos abriram um novo nicho de atuação para os profissionais de arquitetura. Veja como eles atuam 17/12/2017 às 07:30
Show fabianaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
Fabiana Bandeira projetou seu casamento. (Divulgação)
Rebeca Mota Manaus (AM)

Evento único, criativo e irreverente: essas são as características que deixam os eventos a ‘cara dos clientes’ com a participação do arquiteto. São exemplos de festas cada vez mais elaboradas e ricas em detalhes, que abriu um nicho de mercado para a arquitetura de festas. Trata-se da elaboração, criação e concepção do evento. São festas infantis, aniversários de 15 anos, formaturas e casamentos que precisam de um projeto que seja bem planejado.

Atuando há oito anos no mercado, a arquiteta Fabiana Bandeira trabalha diretamente com foco em festas, com projetos que custam entre R$ 5 a R$ 7 mil pensados exclusivamente ao gosto do cliente como as cores, o modelo e os materiais que serão utilizados. 

“Eu faço as plantas das festas e imagens em 3D para os clientes verificarem como ficarão as festas deles. É feito toda uma cenografia de piso, teto, as paredes. A diferença entre uma festa que fecha o pacote com o projeto é que tudo fica harmonioso e sob medidas e isso dá um toque diferente para cada festa”, explica Fabiana.

Todo o final de semana Fabiana tem festas e para chegar nesse nível de demandas ela se capacitou e se especializou em São Paulo e Milão para oferecer o melhor para os clientes. O gosto e aptidão por festas vêm devido sua família trabalhar com festas como o Bandeirão. 

Outra arquiteta que atua nesse tipo de mercado é a Érika Baranda, uma parintinense que desenvolve projetos de eventos em Manaus e Parintins. Exemplos dos seus trabalhos são 15 anos no Diamond, formatura de Medicina da Universidade Estadual do Amazonas (UEA), formatura do La Salle e outros. 

“Realizo projetos exclusivos. Pensamos desde a combinação do vestido, entrada, mesa e todos os detalhes que possa imaginar. O meu trabalho consiste em criar, desenvolver e viabilizar os cenários para as festas”, explica. 

Salário
A arquiteta revela que o profissional para este segmento não ganha menos do que R$ 10 mil, mas que dependerá da quantidade de festas que realiza no mês. Ela, por exemplo, cria por mês seis projetos diferentes. Erika tem ainda parceria ainda com projetos de camarote da Brahma, Eletrobrás e Petrobras.  

Diferença entre arquiteto e decorador
A arquiteta Regina Lobato da LR arquitetura, explica que a diferença entre esses dois profissionais em um evento está em trabalhar o desejo do cliente adequando inúmeros itens que são primordiais para um bom resultado, como: a logística de custo, a escolha do local e um layout que atenda as expectativas do cliente. O arquiteto inova e dá outros usos aos elementos comuns de uma festa. 

“O arquiteto cuida dos detalhes, exige um bom acabamento e qualidade dos serviços terceirizados. No layout são definidos o posicionamento de mesas, buffets, bares e lounges, privilegiando a circulação e o conforto convidado. A combinação de cores, a escolha dos arranjos de flores, a iluminação são itens trabalhados que fazem toda a diferença. Os cenários nas festas são compostos por diversos tipos de painéis: florais, de tecidos, jardins verticais e recentemente a tecnologia tornou-se um grande facilitador e inovador no cenário de uma festa. O uso da projeção mapeada envolve e modifica, transformando o ambiente no tema da festa”, explica. 

 

Outros artifícios utilizados e considerados essenciais pra o sucesso de uma festa é uma iluminação bem planejada nos pontos principais da decoração como a pista de dança, os centros de mesas e a mesa de doces. 

“Com a presença do arquiteto, não nos limitamos a contratar uma floricultura, trabalhamos em parceria ajudando a montar ou especificando os arranjos florais nas suas mais diversas composições de cores, ficando leves, harmoniosos e compatíveis com o tema de cada festa”, enfatiza. 

Eventos com diferencial

“O diferencial de uma festa projetada é a harmonia entre os elementos propostos. Vejo claramente o retorno dessa afirmação ao chegar na festa, todos dizem: essa festa está diferente e linda. É o mesmo que comparar uma casa arrumada e uma decorada por um arquiteto”, é o que explica a arquiteta Sheila Campos que já desenvolveu projetos em Manaus, Florianópolis e Recife. 

Seu último trabalho  foi uma festa temática ‘Piratas do Caribe’ em Florianópolis. Em sua opinião, para que a cenografia exista na festa é necessário definir e delimitar espaços com a iluminação que valorize os elementos da festa. 

“Exemplos para isso é dirigir uma luz para o bolo, dependente de como ele é e em que lugar irá ficar, assim por diante para todos os outros espaços e elementos. Vejo muitas festas que a iluminação é apenas deixada no local com tudo que é fio, para mim essa iluminação poderia ser dispensada, quanto aos painéis divisórios têm que ter remando e alturas proporcionais, casa contrário seria um outro elemento dispensável”, conta Campos.