Publicidade
Cotidiano
Notícias

Fundador da Escola Lutheria da Amazônia (Oela) erguerá a tocha olímpica em 2016

Na escola, localizada no Conjunto São Cristovão, rua 22, n° 8, bairro Zumbi dos Palmares 2, na Zona Leste de Manaus, os alunos aprendem gratuitamente a fazer violões – clássico, sete e 13 cordas, elétrico e popular – violas caipiras, bandolins, cavacos, cuatros venezuelanos, três cubanos, banjos, entre outros 09/10/2015 às 15:32
Show 1
Rubens Gomes é o fundador da Oela
Rafael Seixas Manaus (AM)

O diretor executivo da Oficina Escola Lutheria da Amazônia (Oela), Rubens Gomes assinou na manhã desta sexta-feira (09) a confirmação da sua participação na condução da tocha olímpica que passará por Manaus em 2016.  A sua história de vida e luta que se destacam no cenário socioambiental foi o principal fator para a indicação feita pela Forest Stewardship Council (FSC), sistema de certificação florestal.

A tocha dos jogos olímpicos de 2016 será acesa em Olímpia e embarcará para o Brasil onde passará por 300 cidades brasileiras, em trajetos por terra e de avião.

Manaus será uma das capitais brasileira a receber a tocha que será erguida, em revezamento, por diversas personalidades com histórias marcantes, como a do diretor executivo e fundador da Oela, um centro de oportunidades que contribuiu com a formação cidadã e profissional de aproximadamente 20.000 crianças, adolescentes e jovens das periferias de Manaus e de jovens e famílias do interior do Amazonas.

Atividades

Na escola, localizada no Conjunto São Cristovão, rua 22, n° 8, bairro Zumbi dos Palmares 2, na Zona Leste, os alunos aprendem gratuitamente a fazer violões – clássico, sete e 13 cordas, elétrico e popular – violas caipiras, bandolins, cavacos, cuatros venezuelanos, três cubanos, banjos, entre outros. Ao todo, eles trabalham com 20 espécies de árvores, entre elas Coração de Negro, Marupá, Tauari, Breu Branco, Preciosa, Pau Rainha e Loro Preto. O selo FSC é a garantia de que a madeira foi retirada corretamente, sem devastação da floresta.

A ex-senadora Marina Silva, a atriz Téa Leoni, o príncipe Charles e Camilla Parker-Bowles são apenas algumas das celebridades que já visitaram a Oela. Músicos como Gilberto Gil, Lenine, Milton Nascimento e Nando Reis tocam com instrumentos produzidos no ateliê da Oela, em Manaus.

Missão

A OELA é uma associação civil de direito privado, sem fins lucrativos que desenvolve ações voltadas para a educação profissionalizante de adolescentes e jovens amazônidas, respeitando os princípios da utilização racional e sustentável dos recursos naturais da região.

Contribui para a formulação de políticas públicas que atendam aos direitos e necessidades deste segmento populacional. Sua missão é executar ações que visem o desenvolvimento sustentável, a formação cidadã e educacional do público com o qual trabalha. A visão é ser um centro de referência de oportunidades que contribui na formação de cidadãos críticos, participativos e comprometidos com a sustentabilidade.