Publicidade
Cotidiano
Notícias

Garantido comemora 110 anos de mestre Lindolfo Monteverde em Parintins

A idéia da comemoração dos 110 anos do nascimento de Lindolfo é transformar a data no Dia da Tradição. Diretores do Garantido, a família de Lindolfo Monteverde e brincantes dos tempos de Lindolfo estiveram presentes 02/01/2012 às 21:35
Show 1
Cleomara Monteverde, neta de Lindolfo, disse que a festa de aniversário representa o valor cultural de Lindolfo para o Amazonas
Jonas Santos Parintins

O boi Garantido comemora nesta segunda-feira (2) os 110 anos do nascimento de Lindolfo Marinho da Silva, popularmente conhecido como mestre Lindolfo Monteverde.

A festa aconteceu no antigo curral da Baixa, lugar onde mestre Monteverde, residia. As comemorações tiveram início com missa em Ação de Graças celebrada na Catedral da padroeira de Parintins, Nossa Senhora do Carmo.

A noite no curralzinho aconteceu a apresentação de Pastorinhas e em seguida será realizado o show com o apresentador Israel Paulain e o levantador de toadas, Sebastião Junior. Os filhos de Lindolfo Monteverde e seus demais descendentes participam das homenagens.

O ex apresentador Paulinho Faria e o compositor das antigas Emerson Maia também marcam presença na festa.

No show foram relembradas toadas tradicionais, além de toadas que estarão no CD/DVD 2012 do Garantido.

“A idéia da comemoração dos 110 anos do nascimento de Lindolfo é transformar a data no Dia da Tradição”, disse o presidente Telo Pinto.

De acordo com Telo Pinto é por meio da tradição que os artistas conseguem realizar os espetáculos magníficos no Festival folclórico de Parintins.

“É mantendo a tradição que podemos recriar e dar vida aos conhecimentos através de lendas e mitos dos povos que contribuíram para a formação social e cultural da Amazônia”, disse.

O presidente explicou que a temática do Garantido deste ano passa pelo campo da sensibilidade poética, da memória e dos documentos orais, que na opinião dele comandam a expressão da cultura popular inserida no Festival de Parintins.

Cleomara Monteverde, neta de Lindolfo, disse que a festa de aniversário representa o valor cultural de Lindolfo para o Amazonas. Segundo Cleomara, Lindolfo criou a tradição de brincar boi em Parintins.

“Ele fez isso desde menino, enfrentou preconceitos, mas superou tudo com sua criatividade de artista popular. Comemoramos hoje 110 anos do seu nascimento e logo estaremos comemorando o Centenário do boi que ele criou. Tudo isso é uma coisa só. É a tradição do povo da Baixa do São José que ressoa, mais do que nunca, no nome do mestre Lindolfo”, afirmou.

O coordenador da Comissão de Arte, Fred Góes, disse que o reconhecimento ao nome de Lindolfo Monteverde é conseqüência da importância inegável da herança cultural que ele deixou.

“Lindolfo representa a determinação de uma pessoa extremamente humilde, um pescador de família pobre, que soube direcionar todo seu potencial criativo para o incremento e o desenvolvimento de uma brincadeira de terreiro, num tempo em que brincar de boi era depreciativo”, destacou.

Para Fred mestre Monteverde é o maior ícone da cultura popular do Norte do Brasil.  Lindolfo nasceu em 2 de janeiro de 1902 e faleceu no dia 5 de julho de 1979.