Publicidade
Cotidiano
Notícias

Goiana supostamente desaparecida no Amazonas é encontrada

Deize deixou a família e o filho de apenas cinco anos no mês de novembro, para viver um amor que começou por meio da internet há mais de um ano, mas descobriu que o mesmo era casado 07/01/2013 às 11:52
Show 1
Após ser agredida pela esposa do homem que lhe jurou amor eterno por meio das redes sociais, Deize pediu da mãe R$ 14 mil e depois sumiu
Bruna Souza Manaus, Am

A goiana Deize da Luz Faria, de 28 anos, que ‘supostamente’ estava desaparecida desde o último dia 29 de dezembro, no município de Tabatinga, interior do Amazonas, compareceu na manhã desta segunda-feira (7) na Delegacia Interativa do município amazonense, após saber que a família a procurava na cidade natal de Pirenópolis, interior de Goiás. De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil do Amazonas, ela está bem e foi liberada após ser ouvida.

Deize deixou a família e o filho de apenas cinco anos no mês de novembro, para viver um amor que começou por meio da internet há mais de um ano. Em depoimento, ela afirmou que conheceu o namorado virtual e durante a sua estadia na cidade descobriu que o mesmo era casado. Após ser agredida pela esposa do homem que lhe jurou amor eterno por meio das redes sociais, Deize pediu da mãe R$ 14 mil, supostamente para pagar dívidas em decorrência de um acidente de moto que havia sofrido.

Em uma conversa com uma prima pelo facebook, Deize relatou que mentiu para a mãe e que na verdade foi agredida pela mulher do rapaz que veio conhecer e precisava pagar dívidas para voltar para casa.

De acordo com familiares, Deize sempre era convidada pelo suposto namorado a vir conhecer o Amazonas, até que ela decidiu no mês de novembro ir até Tabatinga. Diariamente Deize costumava entrar em contato com a família pelo telefone ou pela internet, mas há nove dias não fazia contato.

A Polícia Civil de Goiás foi acionada e entrou em contato com a Delegacia Interativa de Tabatinga . A polícia iniciou as investigações para descobrir o paradeiro de Deize. A goiana disse à delegada que decidiu não entrar em contato com a família por vergonha, mas estava bem e voltaria à cidade natal depois da decepção amorosa.