Publicidade
Cotidiano
Notícias

Governo classifica como preocupante o abastecimento de água e urbanização em Manaus

Abastecimento de água e urbanização do Igarapé do Mindu está em nível de atenção redobrada. A situação da área é considerada uma das piores 21/11/2012 às 09:03
Show 1
Em julho, o sistema de abastecimento de água de Manaus estava no nível de atenção; prazo para resolução do problema, segundo Governo Federal é junho de 2013
Antônio Paulo Brasília

O Governo Federal considera preocupante o abastecimento de água em Manaus, segundo o quinto balanço da segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) divulgado esta semana. Já a urbanização do Igarapé do Mindu está em nível de atenção e somente as obras do aeroporto de Manaus e a linha de transmissão de energia elétrica Tucuruí-Macapá-Manaus estão com realização adequada, segundo relatório.

Em julho de 2012, o sistema de abastecimento de água da capital amazonense estava no nível de atenção. Embora as obras de execução global estejam em 97%, o Ministério do Planejamento diz em seu relatório que a preocupação se dá porque há indefinição sobre a estrutura de operação do novo sistema produtor de água e pede que a Prefeitura de Manaus e o Governo do Estado definam o arranjo institucional para que o empreendimento entre em operação até 30 de junho de 2013. O projeto que consta no PAC 2 prevê a regularização emergencial e ampliação do sistema de abastecimento de água nas Zonas Leste e Norte, incluindo a construção de uma nova estação de tratamento de água, reservatórios, adutoras, redes de distribuição e ligações prediais. O investimento previsto entre 2007 e 2014 é de R$ 342,6 milhões e deverá beneficiar 306 mil famílias.

(A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).