Publicidade
Cotidiano
Economia, Polo Naval, Incra, MDA, Seplan, Suframa

Governo do Amazonas solicita doação de área federal para abrigar o Polo Naval

Duas áreas localizadas no bairro Puraquequara foram solicitadas para doações ao Incra e ao MDA, pelo governo estadual  16/08/2012 às 21:41
Show 1
Vista aérea das áreas solicitadas oa governo federal, para instalação do Polo Naval do Amazonas
acritica.com Manaus

As áreas remanescentes do Lago do Jacinto e Guajará, localizadas no bairro Puraquequara, na Zona Leste de Manaus foram solicitadas para doação pelo governo do Amazonas, ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e ao Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), para a estruturação do Polo Naval do Amazonas.

O projeto, coordenado pela Secretaria de Estado de Planejamento e Desenvolvmento Econômico (Seplan), tem previsão de conclusão da primeira etapa no prazo de até três anos.

As áreas requisitadas estão localizadas na margem esquerda do Rio Negro, após o Rio Puraquequara. Na área denominada Lago do Jacinto, o terreno solicitado é de 1.900 hectares, enquanto que na área do Guajará são 6.347 hectares.  

O Grupo de Trabalho (GT) formado para elaborar o projeto do Polo Naval, composto por representantes do Governo do Estado, Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), instituições de pesquisa e de financiamento, empresas e trabalhadores que atuam no setor, vem trabalhando paralelamente na regularização fundiária da área que abrigará o Polo Naval, e na estruturação da política de incentivos fiscais para a atração de investidores para o empreendimento.

Retorno
A implantação do Polo Naval deve gerar, em um primeiro momento, em torno de 20 mil empregos diretos e movimentar negócios de aproximadamente R$ 1 bilhão com a construção de barcos esportivos e de luxo, lazer, turismo, além de flutuantes, balsas e pequenas embarcações.

A estruturação do polo naval do Amazonas conta com a parceria da Suframa, sindicatos de empresas e trabalhadores, e instituições de fomento, pesquisa e desenvolvimento. Desde janeiro do ano passado, vem sendo delineadas ações para a implantação do pólo naval.