Publicidade
Cotidiano
Apagando incêndio

Governo mantém escala de policiais militares e se diz aberto a diálogo com categoria

O vice-governador e secretário de segurança pública do AM, Bosco Saraiva, afirmou que não haverá mudança no horário de serviço de PMs 26/10/2017 às 11:16
Show bosco saraiva 123
Secretário da SSP, Bosco Saraiva, disse que não haverá mudança na corporação sem que antes seja comunicada pelo governador. Foto: Márcio Silva: 6/out/2017
Geizyara Brandão Manaus (AM)

A escala de serviço dos policiais militares está mantida, segundo o vídeo do vice-governador e secretário de Segurança Bosco Saraiva (PSDB) divulgado na manhã de ontem na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM). O governo disse que está aberto para conversar com a categoria.  “Quero deixar claro uma coisa: não haverá mudança, principalmente de escala, sem que seja anunciado pelo governador Amazonino Mendes (PDT)”, ressaltou Saraiva.

O assunto entrou em pauta na casa legislativa por conta de boatos da mudança da escala, que atualmente é de 12 horas de trabalho por 24 horas de descanso e 12 horas de trabalho por 72 de descanso,  para 12 horas por 24 e 12 por 48, que circulavam nas corporações.

Os deputados estaduais que representam os interesses da categoria na ALE-AM discursaram sobre as implicações que a mudança causaria aos policiais. Donmarques Mendonça (PSDB) contou que foi pessoalmente ao encontro de Bosco com as associações de cabos e soldados; subtenentes e sargentos; e dos oficiais para esclarecer o assunto.

“Abordamos vários assuntos, temas polêmicos da corporação, a questão do concurso, das pendências que o governo tem para com a Polícia Militar ao longo dos anos”, disse Mendonça.

Cabo Maciel (PR) destacou que o formato atual da escala foi um direito conquistado em 2014 com a união dos policiais militares do Amazonas. “Quero pedir ao secretário e ao governador que a gente possa ouvir a categoria, porque o direito garantido foi para a categoria, que já está em choque com a possibilidade da mudança da escala”, declarou.

Para Maciel, antes de qualquer modificação, é preciso realizar uma avaliação dos serviços paralelos à atuação da categoria. “O policial precisa ter garantida a sua folga para seu descanso e o cuidado com a sua família”, disse.

O presidente da Associação dos Praças do Estado do Amazonas (Apeam), Gerson Feitosa, ressaltou que a decisão de manter a escala é uma vitória para a categoria e pediu mais diálogo entre o governo e os servidores da segurança pública.

Anúncio em breve

No vídeo divulgado pelo deputado Donmarques Mendonça (PSDB), o vice-governador e secretário de Segurança Bosco Saraiva assegura que em breve haverá anúncios para a corporação. “Nós estamos sob ordem do governador para avançarmos nas conversações de melhoria do sistema de Segurança”.