Publicidade
Cotidiano
Notícias

Greve dos bancários surpreende clientes no Amazonas

Das 128 agências da capital, 45 fecharam as portas - todas as unidades do Centro, inclusive. Movimento paredista já atinge os municípios de Humaitá, Manacapuru, Itacoatiara, Rio Preto da Eva, Presidente Figueiredo e Parintins 07/10/2015 às 09:31
Show 1
Clientes foram surpreendidos com as agências fechadas
Saadya Jezine ---

Na capital amazonense, das 128 agências bancárias, 45 fecharam as portas hoje (6) devido à greve dos bancários. No interior do Estado, os municípios de Humaitá, Manacapuru, Itacoatiara, Rio Preto da Eva, Presidente Figueiredo e Parintins também tiveram agências com atendimento suspenso, segundo o primeiro levantamento realizado pelo Sindicato dos Bancários do Amazonas (Seeb-AM). Instituições públicas como Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Banco da Amazônia aderiram 100%.

“No Centro da capital, todas as agências aderiram à greve, tanto as instituições públicas quanto as privadas”, destacou o presidente da Seeb-Am, Nindbergue Barbosa.

Clientes se surpreenderam ao encontrar as agências fechadas. “Agora não sei o que fazer, a conta é da minha empresa, tem o valor alto, isso significa que não é aceita em casas lotéricas. Vou ter que encontrar outro meio”, destacou o empresário Raimundo Garcez.

Alternativas

A Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) orienta que clientes podem fazer saques, transferências e outras operações por canais alternativos de atendimento, como caixas eletrônicos, internet banking, aplicativos no celular e telefone. Alem disso, casas lotéricas, agências dos Correios, redes de supermercados, drogarias e outros estabelecimentos credenciados também estão aptos a realizar algumas transações. O cliente deverá verificar apenas o limite e o tipo que o estabelecimento comporta.

Apesar do presidente da Seeb ter confirmado que os serviços essenciais, considerados de compensação – esses que envolvem as transações eletrônicas – estão funcionando de maneira normal, alguns clientes continuarão sem resolver suas pendências. “Solicitei meu cartão do banco, mas não recebi e não utilizo a internet. Um aposentado ficar sem definição de quando receber é uma situação grave. A luta deles é legítima, mas meu direito de receber aposentadoria também”, enfatizou o aposentado, Benedito Fontes Martins.

Reivindicação

A previsão é que nos próximos dias, mais agências venham a aderir à greve se a reivindicação dos bancários, que consiste na reposição salarial de 9,88% não for acatada. A Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) apresentou uma proposta de reajuste de 5,5%, com piso de R$ 1.321,26 a R$ 2.560,23, que foi rejeitada pelos bancários.

O que fazer para:

Pagar conta - O consumidor deve entrar em contato com a empresa e pedir opções de formas e locais para pagamento, como internet, sede da empresa e casas lotéricas. É recomendável documentar o pedido para que, posteriormente, possa reclamar ao Procon.

Sacar dinheiro - Em caixas eletrônicos e terminais de autoatendimento. No entanto, os bancos estabelecem limites máximos de retirada por dia. Correntistas da Caixa também podem sacar em casas lotéricas.

Desbloquear cartão - Nos terminais de autoatendimento localizados nas agências bancárias. Alguns bancos também permitem desbloquear pelo telefone e pela internet.

Transferências - Podem ser feitas pelo internet banking ou nos terminais de autoatendimento. Para valores elevados, é preciso cadastrar o destinatário do dinheiro.

Depósitos - O cliente pode efetuar depósitos nos terminais de autoatendimento localizados nas agências bancárias.