Publicidade
Cotidiano
Notícias

Herança problemática: Áreas de risco em Manaus são desafio à nova gestão municipal

O problema antigo de vários bairros nas zonas Leste e Norte da cidade apresentam terrenos erodidos em constante ameaça a moradores 07/01/2013 às 10:29
Show 1
Moradores da rua Londres, na Grande Vitória, convivem com o medo de que suas casas sejam engolidas pela cratera
Maria Derzi ---

Logo no primeiro semestre de sua administração, o prefeito de Manaus, Artur Virgílio Neto deve encarar uma das “heranças” mais problemáticas que os governos municipais anteriores não deram conta de resolver: contenção das áreas de risco de Manaus, principalmente, nas zonas Leste da cidade.

Iniciando a gestão em pleno período de chuvas, a nova administração municipal tem pela frente o questionamento dos moradores que vivem ao lado e em cima da “cratera” da rua Londres, no bairro Grande Vitória, formada pela erosão do solo provocada por um vazamento de esgoto que não foi solucionado pelo município.  Uma questão nada fácil de solucionar, levando-se em conta a equação “chuva+terreno cascalhento + moradores = desabamentos”.

Encosta

Após vários apelos dos moradores e de o buraco ter “engolido” cinco casas localizadas na rua, o governo municipal anterior iniciou os trabalhos de aterramento e contenção da encosta, com previsão de serem encerradas em novembro de 2012. Mas, até esse período, as obras não foram finalizadas e os moradores temem que a encosta volte a ceder.

(A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).