Publicidade
Cotidiano
Notícias

Histórias dramáticas da mulher que fez parto forçado no AM

A jovem de 21 anos tem um histórico de dramas familiares que parentes atribuem ser a causa do crime praticado com a grávida 27/09/2012 às 07:56
Show 1
Dayana Pires cortou a barriga de uma grávida de 9 meses para roubar seu bebê
Joana Queiroz ---

A dona de casa Dayana Pires dos Santos, 21, que realizou com uma lâmina de barbear o parto forçado da dona de casa Odete Pego Ferreira, tem um histórico de dramas familiares que parentes atribuem ser a causa do crime praticado terça-feira com a jovem grávida.

Dayana foi abandonada pela mãe quando tinha apenas dois anos de idade e depois de adulta tentou uma reaproximação. A mãe, contudo, rejeitou-a novamente. Apresentando-se como cunhada da agressora, Heloisa Lira contou que  o abandono afetava a jovem, que foi descrita como uma pessoa calada e que dificilmente compartilhava seus problemas. Às vezes, disse Heloisa, Dayana demonstrava  sofrer por ter sido abandonada pela mãe e  chegou a tentar suicídio se cortando.

Em casa, com o marido e os parentes demonstrava ser uma pessoa amável e prestativa. Estava sempre disposta a ajudar. “Ela cuidava dos meus filhos. Cuidou de mim quando estive internada no hospital e também cuida bem da casa e do meu irmão. Nunca imaginamos que ela faria o que fez”, disse a cunhada. Porém, a dona de casa apresentava um comportamento obsessivo pela maternidade. O sonho dela era ser mãe. Segundo a cunhada, Dayane  engravidou três vezes e teve abortos espontâneos em todos. “Nos últimos meses disse que estava grávida, mas na verdade essa gravidez nunca existiu”, disse Heloisa.

(A Íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).