Publicidade
Cotidiano
Notícias

Investimentos contra malária somam R$ 35 milhões no Amazonas

AM é o segundo estado com maior concentração de casos; redução da incidência pode sair do controle 24/04/2012 às 09:01
Show 1
Amazônia Legal, composta por nove estados, responde por 99% dos casos no País, segundo Ministério da Saúde
Carolina Silva Manaus

Estado e município de Manaus investirão, juntos, R$ 35 milhões para o combate e controle da malária no interior e na capital neste ano. Por meio da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) e da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), os investimentos do Governo Estadual e municipal serão de R$ 30 milhões e R$ 5 milhões, respectivamente, para manter a redução do número de casos da doença na região.

Na manhã dessa segunda-feira (23), às vésperas de celebrar o Dia Internacional de Combate à Malária, a Organização Mundial da Saúde (OMS) chegou a alertar todos os países que “se não forem feitos investimentos intensos na tentativa de conter a doença, o êxito registrado nos últimos anos desaparecerá”. A data é celebrada pela organização amanhã.

De acordo com o Ministério da Saúde, o Amazonas é o segundo Estado com maior concentração da doença no Brasil. Porém, de acordo com a FVS e a Semsa, a região tem apresentado redução no número de casos de malária nos últimos anos.

“Temos intensificado as ações de prevenção e controle de malária para reduzir cada vez mais o número de casos da doença. Em nível nacional, o Amazonas é o que mais investe em ações para a redução de malária, tendo em vista que algumas características da região influenciam na incidência da doença”, explica Romeu Fialho, diretor do Departamento de Vigilância Ambiental da FVS. Em 2005, o Amazonas registrou 230 mil casos de malária.

O secretário municipal de Saúde, Francisco Deodato, afirma que Manaus tem reduzido os casos da doença em 20% ao ano, em média. “Nos últimos anos, temos mantido essa meta de redução com o programa de combate à malária que ocorre durante todo o ano”, disse.

Do total de R$ 5 milhões dos investimentos do município para o combate e controle da malária, R$ 2,5 milhões são para a implantação de mosquiteiros e R$ 2,5 milhões para campanhas de prevenção nas áreas urbana e rural.

Segundo a FVS, em 2011 foram registrados 61.439 caos de malária no Amazonas e em 2010, foram 74.136 casos, revelando uma redução de 18% da doença. Conforme dados do Ministério da Saúde, a Amazônia Legal - área compreendida pelos Estados do Acre, Amapá, Amazonas, de Mato Grosso, do Pará, de Rondônia, Roraima, do Tocantins e parte do estado do Maranhão - concentram 99% dos casos de malária no País.

2.492 casos de malária foram registrados em Manaus durante o primeiro trimestre de 2012.  De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), foram registrados 3.162 casos da doença no mesmo período do ano passado.