Publicidade
Cotidiano
Notícias

Japoneses se preparam para eclipse, sob céu ameaçador

Um dos projetos mais ambiciosos para marcar o acontecimento foi concebido pela gigante de eletrônicos Panasonic. Ela vai enviar uma expedição ao cume do Monte Fuji (3.776 metros) para filmar o fenômeno com equipamentos alimentados por energia solar 18/05/2012 às 16:19
Show 1
Mais de 80 milhões de japoneses, entre eles 35 milhões da região de Tóquio, vão poder admirar este eclipse solar anular
AFP ---

Os habitantes do Japão se preparam para um raro espetáculo astronômico previsto para acontecer na segunda-feira (21), a lua antes do amanhecer ofuscará a maior parte do sol, deixando apenas um anel de luz.

Mais de 80 milhões de japoneses, entre eles 35 milhões da região de Tóquio, vão poder admirar este eclipse solar anular.

Os binóculos especiais invadiram as lojas e os canais de televisão oferecem uma programação ao vivo, sem deixar de alertar para os perigos de olhar diretamente para o sol durante o evento.

Um dos projetos mais ambiciosos para marcar o acontecimento foi concebido pela gigante de eletrônicos Panasonic. Ela vai enviar uma expedição ao cume do Monte Fuji (3.776 metros) para filmar o fenômeno com equipamentos alimentados por energia solar.

"Nosso objetivo é divulgar o mais belo eclipse anular do mundo da montanha mais alta do Japão", explicou Hisao Tsugita, gerente de projetos da Panasonic.

"Este é o lugar mais próximo do Sol (no Japão)", ressaltou.

O eclipse anular deve ser visível em uma faixa de 240 a 300 km de largura em toda a Ásia Oriental, no norte do Oceano Pacífico e a oeste dos Estados Unidos, segundo a agência espacial americana.

O fenômeno irá começar na segunda-feira ao amanhecer no sul da China (domingo às 19h06 no horário de Brasília) e seu campo de visibilidade irá se mover rapidamente para o leste até a costa sul do Japão, segundo a NASA.

No entanto, a Agência Meteorológica do Japão alertou que a China e o Japão estão suscetíveis de serem cobertos por nuvens, o que tornará o show invisível.

Se necessário, outros encontros astronômicos estão previstos para início de junho (eclipse lunar e o trânsito de Vênus), os quais os japoneses também poderão desfrutar a priori.