Publicidade
Cotidiano
Notícias

Joaquim Barbosa absolve ex-deputado professor Luizinho do crime de lavagem de dinheiro

Serão julgados por crime de lavagem seis réus. A leitura de voto do ministro iniciou ainda na quarta-feira (10). Ele já absolveu Anita Leocádia e, nesta quinta-feira, ex-deputado federal Professor Luizinho (PT-SP)   11/10/2012 às 14:51
Show 1
Ministros do Supremo voltam ao plenário da casa hoje para continuar julgamento sobre lavagem de dinheiro, leitura iniciada nesta quarta-feira, 10
Heloisa Cristaldo/ Agência Brasil Brasília

O Supremo Tribunal Federal (STF) retomou na tarde desta quinta-feira (11) o julgamento do item que trata do crime de lavagem de dinheiro envolvendo réus ligados ao PT e ao PL (atual PR) na Ação Penal 470, conhecida como processo do mensalão. Até o momento, o ministro-relator, Joaquim Barbosa, deu apenas dois votos, ambos pela absolvição de Anita Leocádia e do ex-deputado federal Professor Luizinho (PT-SP).

Anita era assessora do ex-deputado Paulo Rocha (PT-PA) na época dos fatos. Barbosa conclui na sessão desta quinta-feira (11) a análise das imputações de crimes de lavagem de dinheiro aos réus Paulo Rocha e ao também ex-deputado federal João Magno (PT-MG), iniciadas ontem (10).

Serão julgados também o ex-ministro dos Transportes Anderson Adauto e seu chefe de gabinete José Luiz Alves.

De acordo com a denúncia do Ministério Público Federal (MPF), Paulo Rocha, valendo-se da intermediação dos então assessores Anita Leocádia e Charles Santos Dias, recebeu a quantia de R$ 820 mil. Já João Magno recebeu R$ 360 mil do publicitário Marcos Valério. Ainda segundo o MPF, Professor Luizinho recebeu, do esquema operado por Marcos Valério, a quantia de R$ 20 mil e o ex-ministro dos Transportes, R$ 1 milhão.