Publicidade
Cotidiano
Notícias

Jogadora da Seleção sub-17 de futebol se preparar para o Sul-Americano no AM

Jenyffer Leonela, filha do treinador Uidemar Oliveira está na Capital Amazonense se preparando para o Sul-Americano que acontecerá no Peru, em Fevereiro. Ela aproveita para matar a saudade do pai e treinar na cidade 16/01/2012 às 18:04
Show 1
Jenyffer Leonela, filha de Uidemar Oliveira se preparada para Sul-Americano, sub-17, em Manaus
Lorenna Serrão Manaus

Ela tem apenas 16 anos, mas o currículo é de veterana. Jenyffer Leonela, vice-campeã da Copa do Brasil de 2011 pela equipe Vitória de Santo Antão de Pernambuco, começou a jogar futebol profissionalmente aos 12 anos, no clube de Goiás. Filha do treinador Uidemar Oliveira que comanda o Nacional (AM), a jogadora que se prepara para o Sul Americano, em Manaus, conta que a paixão pelo esporte está no sangue.

A jogadora, que não via o pai há dez meses, está em Manaus para matar a saudade e também para se preparar para o Sul-Americano, que acontecerá no Peru, em fevereiro.

“A convocação ainda não saiu, mas quero está pronta quanto isso acontecer, então vou aproveitar estes cinco dias em que vou ficar aqui para treinar, afinal meu pai viveu o futebol e é sempre muito bom receber instruções dele, eu fico muito orgulhosa”, pontuou a atleta que diz  que com o pai não tem moleza.

“Ele é rígido e acredito que tem que ser assim mesmo, não podemos misturar o pessoal com o profissional, temos que saber separar as coisas”, finalizou.

E ela não é a única que sente orgulho nesta história, o pai-técnico, diz que é uma felicidade enorme preparar a filha.

“Eu tenho muito orgulho dela, eu esperava que o meu filho seguisse o caminho do futebol, mas para a minha grata surpresa quem me deu esta alegria foi a Jenyffer, que desde os dois anos já lutava pelo seu espaço e é exatamente isso que ela vem fazendo durante esses anos, conquistar um espaço na constelação do futebol feminino e é muito bom ajudá-la neste processo”, disse Oliveira.

História de vitórias

Ainda na infância Jenyffer começou a jogar futebol entre os meninos. “O meu pai diz que eu sempre gostei de futebol, que quando criança era a minha brincadeira preferida e que eu chegava a chorar quando parava de jogar. Então com nove anos comecei a treinar com o time masculino de Goiás, onde fiz um excelente trabalho de base e nunca mais parei”, comentou a jogadora.

Com 13 anos a atleta passou por uma peneira e entre 1500 candidatas foi selecionada para jogar no time do Santos, onde teve a oportunidade de treinar ao lado de Martha, a maior referencia da modalidade no Brasil.

“Foi um grande privilegio jogar com a Martha, eu aprendi muito sobre futebol e entendi que o fundamental para ser uma grande jogadora é ter simplicidade e humildade”, comentou Jenyffer - que conquistou pelo clube uma Libertadores, um Paulista e uma Copa do Brasil.