Publicidade
Cotidiano
Notícias

Jornalista é ameaçada de morte após criticar apresentadora de TV, Rachel Sheherazade

Cilene Victor da Silva conta que a violência começou após um perfil no Facebook em nome da Rachel divulgar sua página pedindo que denúncias fossem feitas 06/02/2014 às 12:12
Show 1
Cilene acredita que a violência é resultado de suas críticas ao trabalho da apresentadora do SBT
acritica.com ---

Segundo informações do site comunique-se, a professora universitária e jornalista Cilene Victor da Silva, foi ameaçada de morte por um telefonema anônimo feito nesta quinta-feira (06).

De acordo com relatos da própria jornalista em sua página pessoal no Facebook, além de intimidações feitas por mensagens e redes sociais, dois telefonemas, seguidos de ameaças, foram efetuados por uma voz masculina nesta manhã.

Cilene acredita que a violência é resultado de suas críticas ao trabalho da apresentadora do SBT, Rachel Sheherazade.

A professora conta que a violência começou após um perfil no Facebook em nome da Rachel divulgar sua página pedindo que denúncias fossem feitas. "Segundos após o post, comecei a receber 10, 20, 50 recados com mensagens de agressões à minha integridade física e moral", afirma.

"As ameaças telefônicas não me assustaram, pois as ligações vieram sem identificação, mas as que escreveram aqui (no Facebook) sim porque tem nome completo das pessoas. Isso mostra que elas não têm nada a perder", acrescentou.

A polêmica deu início nesta semana quando Cilene falou sobre o trabalho de opinião de Rachel exibido pela emissora de Silvio Santos no 'SBT Brasil'. A professora repudiou o ponto de vista da apresentadora, que definiu como "marginalzinho" um garoto de 15 anos que foi preso a um poste no Rio de Janeiro.