Publicidade
Cotidiano
Notícias

Josué de Freitas é o novo delegado-geral do Amazonas

De acordo com fontes ligadas ao Governo do Estado, a escolha de Josué Rocha foi feita ontem à tarde pelo governador Omar Aziz (PSD). O delegado Mário Aufiero será delegado-geral adjunto 23/05/2012 às 22:05
Show 1
O delegado Josué de Freitas já chefiou o Departamento de Investigação do Narcotráfico e a Delegacia de Homicídios
Lúcio Pinheiro Manaus

O delegado Josué Rocha de Freitas será o chefe da Delegacia-geral da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM). Ele vai assumir o posto no lugar de Mário César Nunes, que pediu exoneração na terça-feira sob suspeita de ter nomeado cinco candidatos reprovados no concurso público  realizado pelo Governo Estadual em  2009.

De acordo com fontes ligadas ao Governo do Estado, a escolha de Josué Rocha foi feita ontem à tarde pelo governador Omar Aziz (PSD). O delegado Mário Aufiero será delegado-geral adjunto. Ele substituirá o delegado Antonio Chicre Neto.

Josué Freitas é evangélico. Foi diretor do Instituto Batista Ida Nelson. Comandou as delegacias especializadas em homicídios e roubos e furtos. Na Delegacia-geral,  chefiou o Departamento de Investigação do Narcotráfico (Denarc).

Mário Aufiero é presidente da Associação de Delegados de Polícia do Estado do Amazonas (Adepol-AM). A liderança dele dentro da categoria é apontada como um fator que pesou na sua escolha para o cargo de delegado-geral adjunto. Josué Freitas faz parte da diretoria-executiva da Adepol-AM. É  2º diretor do Departamento de Cultura Esporte e Lazer da organização.

Para definir os nomes do novo comando da PC-AM, o governador Omar Aziz e o secretário estadual de Segurança Pública, Paulo Vital, passaram a limpo a ficha de 33 delegados aptos aos cargos. Para isso, consultaram o superintendente da Polícia Federal (PF), Sérgio Fontes, que é 2º vice-presidente da Adepol-AM.

A nomeação de Josué Freitas e Mário Aufiero será oficializada nos próximos dias. A reportagem de A CRÍTICA tentou contato por telefone com os dois delegados indicados, às 19h45 de ontem, mas foi informada que ambos participavam de uma reunião e que não poderiam atender às chamadas.

Exoneração

O chefe da Casa Civil do Governo do Amazonas, Raul Zaidan, informou, ontem, que a exoneração de Mário César Nunes será publicada na edição de hoje do Diário Oficial do Estado (DOE). O ex-delegado-geral entregou o posto  desgastado pelas denúncias de recomendar, sem respaldo legal, a nomeação de cinco candidatos que prestaram concurso para o cargo de delegado. Entre os favorecidos está o filho dele, Caio César Medeiros Nunes.

No dia 30 de maio, Mário César completaria quatro anos à frente da Polícia Civil do Amazonas. Ele foi nomeado pelo então governador e hoje senador Eduardo Braga (PMDB). O delegado já havia comandado o órgão durante seis meses, em 2002, no governo do hoje prefeito de Manaus Amazonino Mendes (PDT). Procurado por telefone para comentar a escolha do seu substituto, Mário César disse que não tinha nada para falar.