Publicidade
Cotidiano
Notícias

Juíza de Manacapuru decreta prisão preventiva de dois oficiais da polícia militar do município

O Major Afrânio Pereira Junior e Coronel Marcos Brandão da Cunha tiveram a prisão decretada pela juíza Rosália Guimarães Sarmento pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo (ostentando para intimidar as pessoas), ameaças e lesões corporais. 01/10/2012 às 19:57
Show 1
Juíza Rosália Sarmento conta que foi cercada por homens no momento em que ela lanchava com sua equipe
Bruno Strahm Manaus (AM)

A juíza da 6º Zona Eleitoral de Manacapuru, Rosália Guimarães Sarmento, decretou nesta segunda-feira (1) a prisão preventiva de dois oficiais da polícia militar: Major Afrânio Pereira Junior e Coronel Marcos Brandão da Cunha. Pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo (ostentando para intimidar as pessoas), ameaças e lesões corporais.

A prisão, segundo a juíza, visa "resguardar às instituições públicas do Estado Democrático de Direito", em especial, a Justiça Eleitoral.

“Tenho por imperiosa a necessidade urgente de coibir tal miscigenação perniciosa de policiais militares em atividades político-partidárias", afirmou, a juíza acrescentando que "na 6ª Zona Eleitoral essa mistura explosiva de polícia e política já deu margem para muita matéria jornalística porque os crimes têm ocorrido de maneira acintosa nesta cidade a justificar uma intervenção mais drástica nas liberdades individuais que não têm sido utilizada com as necessárias limitações de respeito às liberdades alheias e à legislação em vigor”, disse a juíza no decreto de prisão.

Na madrugada do último domingo, após efetuar uma diligência na orla do município, Rosália Guimarães Sarmento foi cercada por cabos eleitorais – dentre os quais, policiais militares - do candidato Washington Luis Regis da Silva da Coligação “Resistência de Manacapuru”, que a intimidaram.

Leia aqui o decreto na íntegra.