Publicidade
Cotidiano
Notícias

Julgamento de goleiro Bruno deve durar 15 dias

No primeiro dia apenas uma testemunha foi ouvida por conta de atrasos e embates entre os advogados e a juíza. Pelo menos 30 pessoas serão chamadas como testemunhas, cinco de acusação e 25 de defesa 20/11/2012 às 06:44
Show 1
Após dois anos e cinco meses, goleiro Bruno Fernandes começa a ser julgado
acritica.com ---

Nesta segunda-feira (19), começou o julgamento dos acusados de terem participado do assassinato à ex-modelo Eliza Saudio, no Fórum Doutor Pedro Aleixo, em Contagem (MG). Durante o primeiro dia apenas uma testemunha foi ouvida, Cleiton Gonçalves, ex-motorista do goleiro.

Depois de um longo embate entre os advogados e a juíza, o Conselho de Sentença – o juri – foi formado por seis mulheres e um homem. Os demais jurados convocados, foram dispensados pela juíza Marixa Fabiane Lopes Rodrigues, que preside o julgamento.

Bruno Fernandes será julgado por sequestro, cárcere privado, assassinato e ocultação de cadáver. Luiz Henrique Ferreira Romão, o macarrão também será julgado pelos mesmos crimes. Além deles, também serão julgados Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, por assassinato e ocultação de cadáver; Dayane Rodrigues do Carmo, a ex-mulher de Bruno, por sequestro e cárcere privado e Fernanda Gomes de Castro, outra amante de Bruno, por sequestro e cárcere privado.

A defesa sustenta a tese de que o crime nunca aconteceu, uma vez que o corpo de Eliza, desaparecido desde 2009, nunca foi encontrado.