Publicidade
Cotidiano
Notícias

Justiça eleitoral apreende cestas básicas em Barreirinha (AM)

A apreensão das cestas básicas foi feita por policiais militares, que cumpriram mandado de busca e apreensão, na comunidade do Lago Preto 17/07/2012 às 20:30
Show 1
O município de Barreirinha decretou calamidade pública depois que a cidade ficou 95% debaixo dágua em 2012.
Jonas Santos Barreirinha (AM)

O juiz da Comarca de Barreirinha, André Luis Campos, determinou a apreensão nesta terça-feira (17) de 46 cestas básicas pertencentes à Defesa Civil do Estado. O motivo, segundo o magistrado, é que um candidato a vereador estaria participando da entrega dos alimentos aos ribeirinhos do município que foram atingidos pela enchente do Paraná do Ramos e Rio Andirá.

A Defesa Civil do Estado enviou para Barreirinha mais de duas mil cestas básicas. O município ainda encontra-se em Estado de Calamidade Pública.

A apreensão das cestas básicas foi feita por policiais militares, que cumpriram mandado de busca e apreensão, na comunidade do Lago Preto. Os alimentos se encontravam na casa do presidente da comunidade. O magistrado não informou o nome do vereador. “O caso está em processo de investigação. O que pretendemos é evitar o ilícito na eleição”, afirmou André Campos. O juiz atendeu a um pedido do Ministério Público Eleitoral que recebeu denuncia de um partido da Coligação que apóia o candidato a prefeito José Augusto Nenga (PTB).

Ontem o juiz eleitoral recebeu a visita de um grupo de representantes da Defesa Civil do Estado e autorizou a liberação das cestas básicas para serem entregues as famílias que moram na sede do município. “Na nossa avaliação houve um equívoco. A Defesa Civil trabalha com vários segmentos entre eles presidentes de bairros e de comunidades rurais. É uma forma de agilizar o trabalho. As cestas básicas ficaram na comunidade porque na sexta-feira houve um temporal. Interrompemos e continuaríamos com a distribuição hoje”, explicou o coordenador da Defesa Civil para a região do Baixo Amazonas, tenente Wilson Silva.

Parlamento

Barreirinha possui nove vereadores, mas a Câmara aprovou o número de 11 parlamentares para está eleição. O município possui 16 mil eleitores. Barreirinha decretou Calamidade Pública depois que a cidade ficou 95% debaixo dágua. Além das cestas básicas às famílias receberam do Governo do Estado, os cheques de auxílio aos flagelados da cheia no valor de R$ 400