Publicidade
Cotidiano
Notícias

Lábrea receberá primeiro telecentro do interior do AM

O programa, realizado pelo Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) e pelo Ministério da Comunicação, está em fase de elaboração e a previsão é que ele seja inaugurado no ano que vem 30/07/2012 às 08:44
Show 1
Lábrea, um dos campeões de desmatamento, será o primeiro a receber o programa
Milton de Oliveira Manaus

O Município de Lábrea (a 703 quilômetros de Manaus) será o primeiro do Amazonas a receber a implantação de novos espaços públicos comunitários de inclusão digital, os Telecentros. O programa, realizado pelo Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) e pelo Ministério da Comunicação, está em fase de elaboração e a previsão é que ele seja inaugurado no ano que vem.

Lábrea está na lista dos 43 municípios que mais desmataram, na Amazônia. Esse, inclusive, foi um dos critérios adotados pelo Sipam para a implantação dos centros digitais, como forma de combate ao desmatamento ilegal, explicou o gerente do Centro Regional de Manaus do Sipam, Bruno Monteiro.

“Oferecendo capacitação profissional por meio desses Telecentros, pretendemos dar aos moradores outra oportunidade de renda, que não venha dos desmatamentos ilegais”, justificou.

De acordo com Monteiro, a iniciativa visa oferecer alternativas à população, no que diz respeito à capacitação à distância, disponibilizando equipamentos de informática e serviços de conexão de internet.

“Já existe infraestrutura de comunicação instalada em, pelo menos, 50 municípios do Amazonas, por meio das antenas do Sipam. Muitos habitantes do interior e de comunidades indígenas realizam cadastramentos em programas sociais. Agora, queremos instalar mais de cem centros digitais”, ressaltou ele.

Hoje, as antenas Very Small Aperture Terminal (VSats), utilizadas pelo Sipam, já estão instaladas em prefeituras do interior, hospitais do Exército e postos indígenas, como meio de comunicação entre a capital e o interior. A ideia, segundo o órgão, é aproveitar a conexão à internet e oferecer capacitação técnica às comunidades, com alternativas de inclusão digital.

“A integração da Amazônia não consiste apenas em vigilância, mas, também, em integrar as pessoas, as comunidades, provendo as populações de recursos técnicos”, disse Bruno Monteiro.

Conforme o técnico de campo do Sipam Sérgio Ziele, a internet disponibilizada aos municípios do interior por meio das VSats, é gratuita. “Não há custos para os municípios, por terem internet livre e um ramal telefônico. Eles não precisam pagar por esses serviços”, disse.

Os Telecentros contam com o apoio de bolsistas do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), de um comitê gestor local e das prefeituras.

Expansão
Segundo o Sipam, outros 42 municípios receberão o programa de inclusão digital nas comunidades do interior, os Telecentros.

Investimentos
Pelo programa serão disponibilizados, também, equipamentos de informática, mobiliários e auxílio financeiro para os monitores das comunidades contempladas atuarem como agentes de inclusão digital, além de internet.

Telessaúde
Convênios estão sendo firmados com a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) para a implantação do Telessaúde, que envolve a comunicação entre médicos e profissionais da área de saúde, da capital e do interior, otimizando as consultas.