Publicidade
Cotidiano
saúde

Líder do PRB, Carlos Alberto pede celeridade no atendimento a crianças com câncer

Ainda em seu discurso, o deputado estadual Carlos Alberto (PRB) ressaltou que no Amazonas, em cinco anos, 400 pacientes menores morreram por causa da doença 12/05/2016 às 14:57
Show carlos
Foto: Divulgação/ALE-AM
acritica.com

Celeridade. Esse foi o tom utilizado pelo líder do Partido Republicano Brasileiro (PRB), deputado Carlos Alberto, ao solicitar da rede de saúde pública e particular, em caráter de urgência e por meio de Projeto de Lei, o atendimento prioritário de menores com necessidades de cuidados mediante a um quadro de câncer.

“Venho a esta tribuna trazer destaque para uma triste realidade que estamos enfrentando nos dias de hoje: o avanço do câncer infanto-juvenil, uma vez que, dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) a enfermidade já ocupa o primeiro lugar na região Norte entre as causas de morte por doença em crianças e adolescentes na faixa etária entre 1 a 19 anos”, detalhou o parlamentar, nesta quinta-feira na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

Ainda em seu discurso, Carlos Alberto ressaltou que no Amazonas, em cinco anos, 400 pacientes menores morreram por causa da doença. “Essas informações foram colhidas junto ao Ministério da Saúde por meio de registros do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (Datasus)”, informou.

O deputado republicano também mencionou a preocupação da classe médica sobre a importância de atentar para os sintomas da doença, considerando que a descoberta precoce aumenta em 80% a chance do paciente desta faixa etária se recuperar. “Vale ressaltar que a ciência vem buscando alternativas de tratamento contra a doença, porém é responsabilidade de todos atentarmos para a saúde de nossas crianças e adolescente, unindo forças para efetivarmos medidas preventivas de identificação, pois a análise do câncer infantil ainda é um processo complexo e de muitas variáveis e de grande influência”, observou.
 
Precocidade

A descoberta precoce e o início do tratamento contra o câncer é fator determinante na redução da mortalidade. “Diante do exposto apresentei nesta casa um Projeto de Lei que determina o atendimento preferencial e emergencial à criança e ao adolescente com suspeita de câncer, para todos os exames na fase de investigação e tratamento no âmbito do Estado do Amazonas”, esclareceu.