Publicidade
Cotidiano
Cotidiano, Detentos, Presídio, Sejus, Polícia Militar, Interior, Maués

Líderes de rebelião em presídio no interior do AM serão transferidos para Manaus

A Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejus), aguarda apenas uma autorização da Vara de Execução Penal, para transferir o grupo de 10 presos para a capital 21/11/2012 às 16:14
Show 1
O município de Maués está localizado a 268 km de Manaus
Síntia Maciel e Jonas Santos Manaus

Os líderes da rebelião ocorrida nesta quarta-feira (21), no município de Maués – a 260 quilômetros de Manaus -, serão transferidos para uma unidade prisional da capital, por questões de segurança.

A informação é do secretário executivo de Justiça e Direitos Humanos (Sejus), coronel Bernardo Encarnação, que salientou que a transferência depende apenas de uma autorização da Vara de Execução Penal.

A unidade para onde os detentos serão encaminhados não foi informada pelo secretário.

“Após esta rebelião os líderes não podem permanecer lá, é mais seguro que eles sejam transferidos para a capital”, avaliou.

Conforme fontes da Polícia Militar que se encontram em Maués para conter o motim, ao menos 10 detentos estariam a frente da rebelião.

Balanço
Um efetivo de 28 policiais militares, do Batalhão de Choque, Comando de Operações Especiais (COE), e também do Batalhão de Parintins foram enviados para conter a rebelião, que encerrou por volta das 14h, após a entrada no reforço policial na unidade prisional.

O local onde funcionava a penitenciária foi totalmente depredado, e a sala onde funcionava a administração da unidade prisional foi incendiada.

De acordo com a promotora de Justiça da Comarca de Maués, Yara Rebeca, a rebelião teve início após uma briga entre membros de facções criminosas, no interior das celas.