Publicidade
Cotidiano
Notícias

Lixo hospitalar é descartado de modo irregular no interior do AM

Conforme nota enviada pela assessoria do atual prefeito de Manaquiri, a responsabilidade era da antiga administração comandada pelo ex-prefeito e atual presidente da Associação dos Municípios, Jair Souto (PMDB) 07/01/2013 às 16:36
Show 1
O descarte irregular foi constatado nesta segunda-feira (07)
Camila Pereira Manaus (AM)

Durante uma limpeza no lixão do município de Manaquiri (a 60 quilômetros de Manaus), aproximadamente duas toneladas de medicamentos e lixo hospitalar – de acordo com a prefeitura – foram encontrados descartados de forma irregular, na tarde desta segunda-feira (07).

De acordo com a assessoria do prefeito, Guina Pureza (PRTB), os medicamentos estavam enterrados em um lixão localizado a seis quilômetros da sede do município, na BR 319.

Conforme nota enviada pela assessoria do atual prefeito, a responsabilidade era da antiga administração comandada pelo ex-prefeito e atual presidente da Associação dos Municípios, Jair Souto (PMDB).

Procurada pela equipe de reportagem, a assessoria de Souto explicou que desde maio de 2010 o hospital estadual funciona em uma unidade de saúde do município. A mudança foi autorizada pelo ex-prefeito, por causa de uma reforma.

Segundo a assessoria de Guina Pureza, o lixo hospitalar que foi descartado de modo irregular é do hospital e equivale a aproximadamente duas toneladas. A assessoria informa ainda que a direção fez uma solicitação para que o lixo fosse retirado pela prefeitura. Foi feita a coleta e os resíduos foram descartados no lixão de Manaquiri.

Nenhuma das partes consultadas soube informar sobre a validade e condição dos medicamentos.

Sem aterro

Jair Souto declarou, através de sua assessoria de imprensa, que cumpriu “o processo de transição de maneira exemplar, com todos os documentos nos prazos” e colocou-se a disposição da atual gestão. Ainda de acordo com ele, “o material não estava disposto conforme as normas, porque o município não possui aterro e não tem como incinerar os descartes”.

A prefeitura de Manaquiri informou que um boletim de ocorrência foi registrado e serão adotadas as providências para formalizar denúncias sobre o caso junto aos órgãos competentes e Ministério Público.