Publicidade
Cotidiano
Notícias

Mãe de três filhos é morta com quatro tiros na cabeça em Manaus

O suspeito é o ex-companheiro Josemberg Alves, que na véspera do dia das crianças teria ido visitar os três filhos do casal e levado brinquedos pela passagem do Dia das Crianças 12/10/2012 às 15:45
Show 1
Familiares foram ao velório na residência onde a vítima morava
acritica.com Manaus

Um crime bárbaro marca este feriado do  12 de outubro. A mãe de três filhos, Claudonisa Rodrigues da Silva,  33, foi executada com quatro tiros na cabeça  durante a madrugada desta sexta-feira (12), na rua Içá, no Conjunto Vieiralves, zona Centro-Sul de Manaus. O crime é atribuído ao ex-companheiro Josemberg dos Santos Feitosa.

Os motivos que levaram ao crime ainda não estão esclarecidos. Há duas versões: Josemberg teria se revoltado com o fato de Claudomira não ter retirado uma denúncia contra ele na polícia. E a outra versão é a de que Claudonisa teria conseguido ganhar na justiça metade da pensão que ela vinha reivindicando  junto à justiça para os três filhos do casal: um de quatro, um de sete e outro de 15 anos.

Em entrevista a uma rádio local, a irmã de Claudonisa, que se identificou com  Lena, confirmou a segunda versão. Revoltada, ela contou que a irmã lutava há dois anos pela pensão aos filhos e que a mesma era quase sempre vítima de agressão física por parte de Josemberg. Em uma destas agressões Lena contou que a irmã, quando grávida, chegou a ser arrastada por uma cerca de arame farpado. “Fizemos várias ocorrências e a polícia não fez nada , nem a lei Maria da Penha”, desabafou Lena.

Ela também confirmou o ato de revolta que a levou a destruir todos os brinquedos que foram levados pelo ex-cunhado aos sobrinhos na véspera do dia das crianças.

De acordo com a Polícia Militar, Claudonisa estava conversando em via pública com duas pessoas, não identificadas, quando o assassino se aproximou dela e silencio, encostou a arma na nuca e efetuou os diusparos. Três deles atravesaram o rosto de Claudonisa. De acordo com testemunhas, o assassinou teria também deixado o local caminhando normalmente.