Publicidade
Cotidiano
Notícias

Mães dizem que esperam anos por vagas em creche

A assessoria de imprensa da Semed informou que "os pais interessados (em vagas) preenchem uma ficha cadastral na escola e a Semed faz uma visita às casas para identificar a necessidade da vaga". 19/10/2012 às 10:54
Show 1
Luciana Silva tem medo de não conseguir uma vaga para a filha e com isso não dar atenção ao filho que vai nascer
Milton de Oliveira ---

A espera por uma vaga na única creche mantida pela Prefeitura de Manaus, Professora Eliana de Freitas Moraes, é de até dois anos, conforme relatam moradores do bairro Riacho Doce 3, na Zona Norte, onde existe o estabelecimento que atende crianças de seis meses até três anos e 11 meses.

Devido a longa espera, muitas crianças ultrapassam a idade permitida para ter direito à vaga e não iniciam de forma adequada à educação infantil. A longa espera também obriga as mães a ficarem em casa e sem poder trabalhar.

As famílias protestaram também porque as mães que trabalham em casa ou estão desempregadas, não têm direito à vaga. "Uma assistente social visita as residências para saber se a mãe trabalha fora. Se for confirmado e tiver vaga, ela tem direito", contou a industriária Andreza de Souza, 26, lamentando que pessoas de outros bairros conseguem e os moradores do Riacho Doce, não.

Resposta
A assessoria de imprensa da Semed informou que "os pais interessados (em vagas) preenchem uma ficha cadastral na escola e a Semed faz uma visita às casas para identificar a necessidade da vaga".

"Caso seja comprovada a necessidade, a vaga é preenchida. Para o ano que vem, as vagas para novos alunos já estão completas. A Semed ressalta que já tem 5 creches para serem inauguradas até o final do ano e outras 55 já licitadas, prontas para iniciar a construção. Isso vai ampliar o número de vagas na educação infantil e atender de forma plena a todos que necessitam".


Amigo. Eu não mudei nada. Acredite.