Publicidade
Cotidiano
Notícias

Mais de 1.500 presos não voltam do saidão de final de ano em quatro estados

Na saída temporária  de fim de ano,  1.571 não retornaram aos presídios do Distrito Federal, Rio de Janeiro, São Paulo e Espírito Santo 09/01/2013 às 19:22
Show 1
Um total de 7.734 presos estão abrigados nas 18 unidades prisionais do Amazonas
Gabriel Palma/Agência Brasil Brasília

Em três estados e no Distrito Federal, 26.486 detentos foram beneficiados com o saidão, a saída temporária de final de ano. Desse grupo, 1.571 não retornaram aos presídios do Distrito Federal, Rio de Janeiro, São Paulo e Espírito Santo. Segundo o conselheiro Davi Tangerino, do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária, do total de presos beneficiados, em todo o país, “apenas 5% não retornam.”

No Distrito Federal, 1.034 presos ganharam sete dias para comemorar o Natal e o Ano-Novo com a família. Até agora, 11 deles não retornaram ao presídio na data marcada. No Rio de Janeiro, 1.036 foram liberados e 18 permanecem foragidos. Em São Paulo, foram 22.848 beneficiados e 1.478 fugiram. No Espírito Santo, 64 presos não voltaram de um total de 1.568.

O motivo do não retorno às unidades prisionais, “em alguns casos, pode ser porque o preso perdeu o ônibus ou teve algum outro problema que será posteriormente analisado pelo juiz.”, disse Tangerino. “Quando se tem uma política de saúde ou de educação com 95% de sucesso, ela é considerada bem-sucedida. Em uma política penitenciária com 95% de sucesso, é colocado um holofote sobre os 5% [de fracasso]”, ressaltou.

A saída temporária é um benefício concedido a internos que cumprem pena em regime semiaberto e têm bom comportamento. Os presos foragidos, se recapturados, podem cumprir pena em regime fechado.