Publicidade
Cotidiano
Notícias

Mais de 30 mil carros passarão pela Ponte Rio Negro durante Festival de Cirandas de Manacapuru

A estimativa é do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), que realizará operação de fiscalização na AM-070 durante os três dias de evento 24/08/2012 às 15:44
Show 1
Os agentes de trânsito serão posicionados ao longo da AM-070, que liga Iranduba a Manacapuru
acritica.com Manaus

Entre 30 mil e 45 mil veículos devem passar pela Ponte Rio Negro – que liga Manaus ao Distrito de Cacau Pirêra, em Iranduba – durante o 16º Festival de Cirandas de Manacapuru, que começa nesta sexta-feira (24/08) e segue até o próximo domingo, no município localizado a 84 quilômetros da capital. A estimativa é do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Cerca de 30 agentes e fiscais de trânsito ficarão posicionados ao longo da rodovia estadual Manoel Urbano (AM-070), que dá acesso ao município, um dos 13 da Região Metropolitana de Manaus (RMM). A estimativa inicial era de pelo menos 30 mil turistas prestigiando o evento folclórico, que acontecerá no Parque do Ingá, localizado no Centro de Manacapuru, e consiste na apresentação de três agremiações: Guerreiros Mura, Tradicional e Flor Matizada.

 A primeira a se apresentar é a Guerreiros Mura, com o tema “Amor”. No sábado é a vez da Tradicional, regida pela temática “Arquimedes, filósofo, popular contador de histórias das terras de Manacá”. Quem encerra o festival são os cirandeiros da Flor Matizada, falando sobre o “Rio Negro”.

O palco alternativo será montado no Terminal Rodoviário de Manacapuru e começa a funcionar logo após a apresentação das Cirandas. Por ele vão passar Carlinhos do Boi, Junior e Banda, Banda Impakto, Solteirões do Forró e a atração nacional Leci Brandão. Preparativos a mil A ciranda Guerreiros Mura, detentora do maior número de títulos, levará para o Parque do Ingá oito conjuntos alegóricos em busca do 11º título do festival.

Já a Tradicional, ciranda que venceu dois dos três últimos festivais, irá disputar o quarto título em 16 edições, se apresentando no sábado. Nas cores lilás e branca, a ciranda Flor Matizada, a pentacampeã já está na fase de acabamento dos cinco módulos alegóricos, que vão se dividir em dez alegorias no Parque do Ingá.

Fiscalização

O Detran realizará durante os três dias de evento a operação “Amigos da Rodovia – Operação Ciranda”. O objetivo é prevenir e coibir a prática de crimes de trânsito durante a realização do Festival de Ciranda no município de Manacapuru, na Região Metropolitana de Manaus (RMM).

A ação acontecerá na Ponte Rio Negro e na Rodovia Manoel Urbano (AM 070), contando com agentes do Núcleo Especializado de Trânsito (NEOT) e Policiais Militares, que fiscalizarão e orientarão os condutores de veículos que estiverem percorrendo o trecho entre Manaus e Manacapuru.

De acordo com a diretora-presidente do Detran-AM, Mônica Melo, durante a operação, equipes do órgão estadual vão atuar de forma preventiva através do Núcleo de Educação de Trânsito  (NET), orientando pedestres e condutores sobre boas práticas no trânsito com intuito de evitar acidentes. Também serão utilizados redutores de velocidades no percurso entre a rodovia e a Ponte Rio Negro.

Segundo a diretora-presidente do Detran-AM, o foco da fiscalização serão os veículos com documentação irregular, condutores sem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), dirigindo em estado de embriaguez alcoólica, acima da velocidade permitida no local, motociclista conduzindo ou transportando passageiro sem capacete, condutores transportando passageiro em compartimento de carga, entre outras infrações e crimes de trânsito previstos na legislação.

De acordo com Mônica Melo, todos os condutores parados pelos agentes durante a operação serão convidados a fazer o teste com etilômetro (bafômetro).

Mais segurança

A titular do órgão destaca a importância das operações de fiscalização realizadas pelo Detran-AM durante os grandes eventos culturais realizados no Estado com o intuito de coibir excessos e reduzir os índices de acidentes.

“Nossa maior preocupação é com a segurança da população, tanto dos condutores quanto dos passageiros e também dos pedestres. Quanto menos irregularidades forem flagradas mais positivo terá sido o resultado do nosso trabalho, assim com o nosso êxito será maior na medida em que consigamos impedir que motoristas prossigam viagem sem observar as normas para um transito seguro e também os critérios estabelecidos na legislação de trânsito”, afirma a diretora-presidente do Detran-AM.