Publicidade
Cotidiano
Notícias

Malafaia contesta notícia sobre conselho dado a líderes de igrejas

Pastor chama de “bisbilhoteira” jornalista  que flagrou conversa dele com líderes das igrejas  Assembleia de Deus e Restauração 11/08/2012 às 09:18
Show 1
Momento em que Malafaia (à direita) aconselhou Jonatas Câmara e Renê Terra Nova
Jornal Acritica ---

O vice-presidente do Conselho dos Ministros Evangélicos do Brasil (Cimeb), pastor Silas Malafaia, contestou  ontem, por meio de nota, a notícia de que aconselhou os líderes das igrejas Assembleia de Deus e Restauração a não apoiarem os prefeituráveis Vanessa Grazziotin (PCdoB) e Artur Neto (PSDB), minutos antes de dizer a 1,2 mil pastores que não se meteria em política  em Manaus. 

A reportagem foi publicada na edição de ontem de A CRÍTICA. Relata conversa mantida entre Silas Malafaia e os pastores Jonatas Câmara e Renê Terra Nova no salão do Diamond Conventions, na Estrada do Turismo, na Zona Oeste de Manaus. Os três pastores e outros líderes evangélicos estavam  reunidos em uma mesa antes da abertura do evento “Café da comunhão”. O encontro foi registrado pela repórter Mariana Lima que estava identificada com o crachá de A CRÍTICA.

Nesse momento, Malafaia disse a Câmara e Terra Nova que Vanessa, no Senado, ajuda pouco as causas evangélicas. E Artur, quando concorreu ao Senado, em 2010, não atendia suas ligações. “Quando interessa para eles o nosso apoio,  nos procuram, mas quando  não interessa nos esquecem. Então acabou o papo”, afirmou Malafaia.

Na nota,  Malafaia  afirma que  não deu orientações a  Jonatas Câmara e Renê Terra Nova, “pois eles são tremendamente soberanos em suas organizações e não estão em nenhum milímetro subjugados a qualquer  orientação de minha parte. São idôneos e capazes para decidirem sobre assuntos que envolvam suas comunidades”, diz um trecho da nota.

Malafaia disse que  a conversa com Câmara e Terra Nova foi “indagando sobre a candidatura de Manaus, por eu não ter conhecimento total da situação política desses candidatos no Estado do Amazonas”. “A minha conversa particular com Jonatas e Renê é pautada na amizade que temos, e não abro mão do meu direito como cidadão, amparado pela Constituição de ter privacidade. Expor uma conversa entre amigos é uma afronta e uma tentativa de violar o meu direito de conversar o que quiser com qualquer pessoa”, diz a nota.

O pastor diz que lamenta que uma “jornalista bisbilhoteira, que não estava participando da conversa, venha expor pessoas no afã de produzir notícia, sem compromisso com a verdade”.

Evento evangélico

O pastor Silas Malafaia reafirmou, na nota enviada para A CRÍTICA, que o evento  “Vida Vitoriosa para Você”, previsto para os dias 25 e 26 deste mês, “não tem nenhum tipo de compromisso político com a divulgação ou condenação de candidatos”.