Publicidade
Cotidiano
Notícias

Manaus tem 'Prefeito de sobreaviso'

Há cinco dias no cargo de prefeito em exercício de Manaus, Isaac Tayah (PSD) afirma que não deu nenhum despacho 18/01/2012 às 09:03
Show 1
O presidente da CMM, Isaac Tayah, diz que evita contendas com prefeito para não ser acusado de “bagunçar‘ a cidade
ROSIENE CARVALHO Manaus

O prefeito em exercício e presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), Isaac Tayah (PSD), declarou, nessa terça-feira (17), que toda vez que Amazonino Mendes (PDT) se ausenta da cidade figura apenas como “prefeito de sobreaviso”.

Tayah está no exercício do Executivo municipal pela primeira vez em 2012 desde a última sexta-feira para um ‘mandato’ de dez dias. Ao longo de 2011 assumiu por seis vezes o cargo sem exercer de fato o comando da cidade.

“Nem sempre vou à prefeitura na saída do prefeito. Fico de sobreaviso. Despacho o que for necessário. Às vezes, até na presidência da Câmara me levam os documentos”, declarou Tayah.

 A situação não é das mais confortáveis para o presidente da Câmara Municipal, que é oposição a Amazonino Mendes. Mas, ele diz aceitar resignado o mandato de faz de conta para não se tachado de “bagunceiro”. “Normal eu não acho, não. Mas não tenho porque reclamar. Não sou o prefeito de fato”, argumentou Tayah.

 “Tudo é feito pelos secretários. Não vou brigar para ocupar uma vaga que não fui eleito para ocupar. Não vou demitir, embora tenha esse poder, um secretário. Tudo isso pode ser ruim para minha imagem. Vão dizer que estou bagunçando a cidade”, declarou Isaac Tayah.

Na função de “prefeito de sobreaviso”, Isaac Tayah já viveu situações constrangedoras impostas pelo secretariado de Amazonino Mendes. No último dia 10 de novembro, em outra viagem de Amazonino Mendes a São Paulo, Tayah foi ao “I Fórum Municipal de Trânsito” na intenção de abrir o evento. Mas quando chegou ao local as formalidades já haviam iniciado.

E o que é pior: o prefeito em exercício foi ignorado e quem representou Amazonino Mendes foi o diretor-presidente do Implurb, Manoel Ribeiro.

 “Minha relação atual com os secretários do prefeito é boa. O Braguinha (chefe da Casa Civil, João Coelho Braga) está sempre a minha disposição”, afirma.

Tayah disse que só teve problemas com o secretariado no passado. “Também não vou dizer que está às mil maravilhas, mas o respeito é recíproco. Temos uma relação de respeito institucional. Eu os respeito e eles respeitam o poder que tenho, inclusive de dar uma canetada, porque posso até demití-los (secretários). Mas isso seria um prejuízo essa nossa visão” disse Tayah.

Retorno no dia 23

De acordo com Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom), Amazonino Mendes viajou no dia 13 de janeiro e deve retornar no próximo dia 23. A agenda do prefeito incluiu paradas em cidades como São Paulo e Brasília.

A Semcom informou, embora sem fornecer detalhes, que a viagem é para tratar de assuntos do interesse da cidade.