Publicidade
Cotidiano
Notícias

Medalhista olímpico de salto triplo, Nelson Prudêncio morre aos 68 anos em São Paulo

O medalhista olímpico de salto triplo Nelson Prudêncio, 68 anos, morreu no início da madrugada desta sexta-feira (23) em São Paulo.  23/11/2012 às 13:49
Show 1
Nelson Prudêncio, medalhista olímpico que morreu vítima de câncer no pulmão
Ivan Richard /Agência Brasil ---

O medalhista olímpico de salto triplo Nelson Prudêncio, 68 anos, morreu no início da madrugada desta sexta-feira (23) em São Paulo. Um dos maiores nomes da modalidade no mundo, ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva da Casa de Saúde de São Carlos (SP) desde o último dia 13, para tratamento de um câncer em estágio avançado no pulmão.

Nascido na cidade paulista de Lins, em 4 de abril de 1944, Nelson Prudêncio era vice-presidente da Confederação Brasileira de Atletismo e, desde 1974, professor do Departamento de Educação Física da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Ele ganhou medalha de foi prata nas Olimpíadas do México, em 1968, e de bronze nos Jogos de Munique, na Alemanha, em 1972. Ao lado de João do Pulo e de Adhemar Ferreira da Silva, é considerado um dos grandes nomes da modalidade no mundo.

Em nota, a confederação destacou a importância do ex-atleta para o esporte brasileiro. “O Brasil ficou menor. Em um país com poucos expoentes nas mais diferentes áreas de atividade, acabamos de perder uma das raras referências históricas de nosso desporto. Educador nato, em todos os sentidos, homem de conciliação, jamais utilizava uma palavra áspera para se referir a pessoas ou fatos”, diz trecho da nota da confederação.

A Administração Superior da UFSCar também lamentou a morte de Nelson Prudêncio. Em nota, lembrou que ele se graduou em educação física em 1971 pela Escola de Educação Física de São Carlos e chegou à UFSCar em 1974, apenas quatro anos após o início das atividades da universidade

“Desde então, vinha se dedicando à formação de profissionais de educação física e atletas e, muito especialmente, à produção de conhecimento que viesse a contribuir para que o Brasil pudesse voltar a ocupar um lugar de destaque no esporte que o consagrou”, ressalta a nota da UFSCar.

“Mestre em educação física pela Universidade de São Paulo [1983] e doutor pela Universidade Estadual de Campinas [2006], Nelson Prudêncio dedicou-se, ao longo de sua trajetória, não apenas ao esporte de alto rendimento, mas esteve sempre envolvido também no incentivo à atividade física como meio de promoção da saúde e da cidadania”, diz outro trecho do documento da universidade.

O corpo do recordista mundial do salto triplo está sendo velado no Cemitério Municipal Nossa Senhora do Carmo, em São Carlos, e o sepultamento ocorrerá às 16h30.