Publicidade
Cotidiano
Notícias

Médicos suspendem atendimento a planos de saúde no Amazonas

De acordo com o Conselho Federal de Medicina (CFM), durante o movimento, não serão realizadas consultas e cirurgias eletivas 15/10/2012 às 14:39
Show 1
Esta é a quarta suspensão anunciada pela categoria em dois anos
Paula Laboissière - Agência Brasil ---

Médicos no Amazonas, no Rio Grande do Sul, em Rondônia, em Santa Catarina e no Tocantins suspendem, a partir desta segunda-feira (15), o atendimento a pacientes de planos de saúde. Em oito estados, também há paralisações – no Acre, na Bahia, no Maranhão, em Mato Grosso do Sul, em Minas Gerais, no Pará, em São Paulo e em Sergipe.

Esta é a quarta suspensão anunciada pela categoria em dois anos. De acordo com o Conselho Federal de Medicina (CFM), durante o movimento, não serão realizadas consultas e cirurgias eletivas. Segundo o órgão, os pacientes foram informados previamente sobre a paralisação e terão que remarcar o atendimento. Serviços de urgência e emergência não serão afetados.

Além do reajuste de honorários de consultas e de outros procedimentos, a pauta de reivindicações inclui a inserção, em contrato, de critérios de reajuste, com índices definidos e periodicidade e o fim da intervenção dos planos na relação médico-paciente.

Dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) indicam que, entre 2003 e 2011, a receita das operadoras cresceu 192%, enquanto o valor médio pago por consulta aumentou 65%. Cálculos da própria categoria, entretanto, indicam que houve reajuste de 50%.


Calendário de paralisações

Estado

Planos

Período de suspensão do atendimento

Acre

Todas as operadoras

10 a 17 de outubro

Alagoas

 Não haverá suspensão de atendimento

--

Amapá

 Não haverá suspensão de atendimento

--

Amazonas

Todas as operadoras

15 de outubro

Bahia

Hapvida, Amil/Medial, SulAmérica, Cassi, Petrobrás, Geap, e Golden Cross

10 a 19 de outubro

Ceará

Todas as operadoras

18 de outubro

Distrito Federal

 Não haverá suspensão de atendimento

--

Espírito Santo

 Assembleia prevista para 15/10


Goiás

Amil, Cassi, Capesesp, Fassincra, Geap, Imas e Promed

17 a 19 de outubro

Maranhão

Unimed, Unihosp, Hapvida, Conmed, Saúde Bradesco, Multiclinica e Geap

10 a 24 de outubro

Mato Grosso

Grupo Unidas

paralisação ocorreu em 11 de outubro

Mato Grosso do Sul

Todas as operadoras

10 a 17 de outubro

Minas Gerais

Todas as operadoras

10 a 18 de outubro

Pará

Todas as operadoras (apenas pediatras)

10 a 25 de outubro

Paraíba

Assembleia prevista para 10/10


Paraná

 Não haverá suspensão de atendimento

--

Pernambuco

Saúde Bradesco, SulAmérica, Itaú Unibanco, Allianz, AGF, Itaú Unibanco e Hapvida

16 a 19 de outubro

Piauí

Todas as operadoras

paralisação ocorreu de 10 a 14 de outubro

Rio de Janeiro

 Assembleia prevista para 10/10


Rio Grande do Norte

Todas as operadoras

paralisação ocorreu em 10 de outubro

Rio Grande do Sul

Cabergs, Saúde Caixa, Geap, Centro Clínico Gaúcho, DoctorClin e SulAmérica

15 a 17 de outubro

Rondônia

Todas as operadoras

15 a 17 de outubro

Roraima

 Não haverá suspensão de atendimento

--

Santa Catarina

Agemed, planos de saúde regionais e todos os planos do grupo Unidas

15 a 19 de outubro

São Paulo

Golden Cross, Green Line, Intermédica, Itálica, Metrópole, Prevent Sênior, Santa Amália, São Cristóvão, Seisa, Tempo Assist (Gama Saúde e Unibanco), Trasmontano e Universal

10 a 18 de outubro

Sergipe

Plamed, Hapvida, Geap e seguradoras de saúde

10 a 25 de outubro

Tocantins

Fassinca, CapSaúde, Assefaz, Conab, Cassi, Caixa, Correios, Geap, Amil e Bradesco Saúde

15 a 25 de outubro

Fonte: CFM