Publicidade
Cotidiano
Notícias

Melo diz que bolsas atrasadas da Fapeam serão resolvidas depois de auditoria contra ‘fantasmas’

Governador afirmou que há pessoas recebendo bolsas da Fundação sem realizar estudo ou pesquisa, e citou casos de bolsistas que residem em outros Estados enquanto recebem a verba amazonense 10/10/2015 às 14:40
Show 1
Bolsistas reclama de falta de pagamento das bolsas
Lúcio Pinheiro Manaus (AM)

Na manhã desta sexta-feira (9), durante a homenagem que marca a entrega da medalha “Colar do Mérito de Contas” pelo conselheiros do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) a 17 personalidades, na sede da instituição, localizada na Zona Centro-Sul de Manaus, o governador José Melo (Pros) revelou que mandou fazer abrir uma auditoria na Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) quanto aos pagamentos atrasados das bolsas de estudo e pesquisa, por haver suspeita de "bolsistas fantasmas".

A afirmação foi dada um dia depois de um ato promovido por alunos da fundação, que alegam atrasos no pagamento referente ao mês de setembro para mais de 6 mil pessoas, o terceiro atraso este ano.

Quando indagado sobre o que o Estado está fazendo para resolver esta questão da Fapeam, o Governador disse que mandou fazer a auditoria porque teve infomação de que há diversas pessoas recebendo verbas da fundação sem estarem estudando nem fazendo cursos. Ele citou, como exemplo, pessoas que residem em outros estados, como o Rio de Janeiro, recebendo como bolsista, sem fazer nada.

"A gente tem notícia de que há pessoas recebendo que não são bolsitas. Aqueles que ficarem depois do pente fino receberão no tempo certo", frisou, acrescentando que o Estado passa por um momento economicamente difícil e que essa situação da Fapeam o deixou "muito triste". Segundo Melo, antes de resolver os pagamentos, ele quer que a auditoria acabe com as irregularidades que chegaram ao seu ouvido. 

Ato contra atrasos

Na tarde desta quinta-feira (8), 15 bolsistas da Fapeam fizeram um protesto na frente da sede da instituição, localizada no bairro Flores, para o pagamento da bolsa atrasada do mês de setembro. Segundo os manifestantes, seis mil pesquisadores estão sendo prejudicados com o atraso, alguns desenvolvem suas pesquisas em outros estados do Brasil.

“Não pagaram nenhum das bolsas, nem de PIBIC (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica), de mestrado, de doutorado, de graduação... Dessa vez era para termos recebido no último dia útil de setembro. A Fapeam nós deu o prazo de cinco dias para pagar, mas não pagaram. Sempre dão um prazo e não pagam, dão outro e também não pagam. Essa é a terceira vez nesse ano que atrasam a bolsa”, disse Natália Wagner, 24, bolsista de mestrado.

“Nós vivemos somente da bolsa, então está complicado. Há bolsistas morando em outros Estados e estão precisando desse repasse, tanto a Sefaz (Secretaria de Estado da Fazenda), quanto a Fapeam e a Seplan (Secretaria de Estado de Planejamento) dão  informações vagas. Ficam nós dando prazos e não cumprem nada”, declarou Celso Torres, bolsita de doutorado.

Homenagem no TCE

Os setes conselheiros do TCE homenageiam, com a entrega da medalha “Colar do Mérito de Contas”, 17 personalidades que realizaram relevantes serviços vinculados ao cumprimento do interesse público. Cada conselheiros sugeriu em média dois nomes, que foram aprovados em reunião do colegiado. A escolha tomou como base as realizações e os méritos desses cidadãos, que merecem, segundo o Tribunal Pleno, um especial reconhecimento da corte de Contas.

Serão homenageados com o Colar do Mérito Contas os ministros do Tribunal de Contas da União, Bruno Dantas Nascimento e Walton Alencar Rodrigues; o ministro do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio de Mello; o empresário Antônio Silva, o advogado Júlio Antônio Lopes; o desembargador Lupercino de Sá, o deputado federal Átila Lins; o promotor de Justiça e ex-procurador-geral Francisco Cruz; a reitora da Universidade Federal do Amazonas, Márcia Perales; o senador e ex-governador Omar Aziz, a jornalista Cristina Calderaro, o empresário Cassiano Cirilo Anunciação, o conselheiro aposentado Raimundo Michiles e in memoriam a Maria do Socorro Dutra, a Plínio Ramos Coelho, a Arthur Virgílio e a Josué Cláudio de Souza, cuja homenagens serão recebidas pelos familiares.