Publicidade
Cotidiano
Notícias

Menina pode estar grávida do padrasto em Maués (AM)

Segundo Conselho Tutelar, suspeito tem perfil violento e teria abusado sexualmente da enteada desde os oito anos de idade dela 28/02/2012 às 19:06
Show 1
Caso está sendo investigado pela Polícia Civil de Maués (AM)
Thiago Gonçalve e Jonas Santos Manaus (AM)

Uma menina de 12 anos, natural de Maués (a 268 quilômetros de Manaus) está grávida de quatro meses e o suspeito de a ter engravidado é o próprio padrasto dela, de 29 anos, que está foragido. Segundo relatos de familiares, ele abusava sexualmente da enteada desde os seus oito anos de idade. No último sábado (25), ele teria estuprado a menor dentro da própria casa. Ainda segundo relatos  de membros da família, o suspeito ameaçava matar ela e a mãe, caso a garota não mantivesse relações sexuais com ele.

A denúncia dos abusos praticados pelo padrasto chegou ao conhecimento do Conselho Tutelar do Município, no último domingo (26), à tarde. Uma tia da menor foi quem deu a queixa. Com medo das ameaças do padrasto, a menina foi a casa dessa tia, cujo nome o Conselho está preservando, e revelou que era abusada há quatro anos e que agora estava grávida do padrasto.

No mesmo dia, o delegado de polícia Mário Melo comandou uma diligência para prender o acusado, mas ele não estava na residência da família, localizada no bairro Dona Michilles. “Fomos à casa mais ele não se encontrava. Ele está foragido, acredito que ainda aqui mesmo no Município de Maués”, disse Melo.

A menor já fez exames de conjunção carnal e de gravidez no hospital da cidade. Os laudos, que devem sair nos próximos dias, vão ajudar as investigações do delegado Mário Melo, do 44º Distrito Policial do município de Maués (AM).

A vítima está sob os cuidados do Conselho Tutelar. “Nós ficamos revoltados quando recebemos a denúncia. Tomando todos os procedimentos, registramos o boletim de ocorrência e imediatamente acionamos a polícia”, afirmou Raimundo José Oliveira, presidente do Conselho Tutelar.

O acusado, segundo o presidente do Conselho, já teve várias passagens pela polícia por agredir a esposa, de 27 anos. “Ele é violento, agride a esposa e os filhos. Todos os parentes têm medo das atitudes dele porque ele sempre usa da violência. Temos informações que ele ainda é usuário de droga”, acentuou Raimundo.

Os familiares da vítima acreditam que o padrasto viajou para Manaus quando soube que a polícia queria prendê-lo. A mãe da menina, casada com o acusado há mais de 10 anos, contou na Delegacia de Polícia de Maués que não tinha conhecimento dos atos do marido.