Publicidade
Cotidiano
Notícias

Ministro de Minas e Energia vem a Manaus fiscalizar obras

Edison Lobão, visitará canteiros de obras que melhorarão a geração e a distribuição de energia. Na ocasião, Edison Lobão também participará do evento de assinatura do contrato para implantação da Usina Termelétrica Mauá 3 12/10/2012 às 10:40
Show 1
Edison Lobão assinará convêncio de implantação da Usina de Mauá-3
A Crítica Manaus (AM)

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, acompanhado do presidente da Eletrobras, José da Costa Neto e do diretor-presidente da Eletrobras Amazonas Energia, Marcos Aurélio Madureira da Silva, além de uma comitiva formada por secretários do Ministério de Minas e Energia (MME), chega a Manaus, na segunda-feira. 

O motivo da visita de Lobão é acompanhar de perto as obras de expansão e de melhorias que estão sendo realizados na capital amazonense e Região Metropolitana. As obras irão dar maior confiabilidade e fortalecimento ao sistema elétrico de Manaus. O ministro visitará alguns canteiros de obras da empresa onde serão construídas subestações e linhas de transmissão de 230/138/69 kV.

Na ocasião, Edison Lobão também participará do evento de assinatura do contrato para implantação da Usina Termelétrica Mauá 3, que será realizada na sede do Governo do Estado, na avenida Brasil, Compensa, Zona Oeste.

A Usina Termelétrica (UTE) Mauá 3 será de propriedade da Eletrobras Amazonas Energia. O empreendimento representa um  passo no processo de mudança da matriz energética no Estado do Amazonas, entrando para a história da região como a maior usina a operar com gás natural. O empreendimento terá potência instalada de 583 MW, operando em ciclo combinado (gás e vapor) .

A nova usina irá utilizar, de forma mais eficiente, o gás natural proveniente da plataforma de Urucu (Coari). Serão cerca de 2.300.000 m³/dia, transformados em energia elétrica para atender a capital e parte do Estado do Amazonas, que já estará conectada ao Sistema Interligado Nacional (SIN).

Mauá 3 utilizará tecnologias mais modernas e de alto desempenho. Isso irá propiciar ao sistema elétrico maior confiabilidade, segurança e significativos ganhos ambientais, além de garantir energia de maior qualidade para o desenvolvimento da região.

O início da operação da nova termelétrica está previsto para o primeiro semestre de 2014 e o investimento total é da ordem de R$ 1,1 bilhão.

Novo sistema de transmissão

Além da UTE Mauá 3  a Eletrobras Amazonas Energia está construindo um novo sistema de transmissão de energia elétrica para Manaus e Região Metropolitana, o que irá fortalecer a rede e assegurar um melhor serviço de fornecimento de energia elétrica. São subestações e linhas de transmissão de 230 e 138 kV.