Publicidade
Cotidiano
Notícias

Montadora concede licença forçada a 900 funcionários da Zona Franca de Manaus

Yamaha fez isso e ainda suspendeu o contrato de outros 38 funcionários 22/09/2012 às 11:46
Show 1
Sem crédito, consumidor não compra
Renata Magnenti ---

A Yamaha concedeu, na última semana, licença remunerada a 900 industriários e suspendeu o contrato de trabalho de outros 38. A empresa firmou ainda contrato com a Câmara dos Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL-Manaus) para capacitar 500 deles nos segmentos de qualidade e atendimento.

A montadora japonesa explicou ainda que as regras para a suspensão temporária do contrato de trabalho são definidas em lei, e preveem, dentre outras coisas, um programa de treinamento com carga horária proporcional ao tempo de suspensão do contrato, no presente caso, de 240 horas.

De acordo com a Yamaha, na quarta-feira 900, dos seus 2.300 funcionários, em Manaus, entraram em licença remunerada. Parte retornará em 10 dias, e parte em 20 dias. Outros 38 funcionários tiveram seus contratos de trabalho suspensos por  quatro meses, com início dia 17 de setembro e retorno  para dia 16 de janeiro de 2013.

Por meio de e-mail, o diretor da Yamaha em Manaus, Genoir Pierosam,  informou que todos os custos do treinamento, inclusive transporte, são pagos pela empresa, além da manutenção de todos os benefícios oferecidos aos demais funcionários. Ainda de acordo com Genoir, o objetivo, tanto da licença remunerada, quanto da suspensão de contrato, é evitar demissões.

Comércio

Para Ralph Assayag estes funcionários estão fora de seus postos porque não há necessidade deles dentro da fábrica. “Há uma possibilidade que eles venham a ser demitidos, devido à crise do setor de duas rodas. Mas o bom é que estão sendo  cacapacitados para atuar no comércio, já que a maioria deles não tem habilidade para atuar nesse segmento”.

O presidente da CDL-Manaus afirmou, ainda, que os 500 trabalhadores foram matriculados em 11 cursos nas áreas de qualidade e atendimento. Entre os alunos há profissionais que atuavam em diversos setores da Yamaha. Os cursos, segundo Ralph Assayag, estão sendo realizados no período da tarde, das 13h às 17h.