Publicidade
Cotidiano
LUTO

Morre aos 88 anos Ruth Prestes Gonçalves, forte nome da educação no Amazonas

'Professora doçura', como era conhecida, faleceu de insuficiência cardíaca após longo período internada em São Paulo 21/04/2018 às 10:44
Show whatsapp image 2018 04 21 at 10.08.25
acritica.com Manaus (AM)

Aos 88 anos de idade, morreu, na madrugada deste sábado (21), a educadora Ruth Prestes Gonçalves. Ex-sub secretária de educação, a educadora faleceu de insuficiência cardíaca, no hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

Professora, escritora, poetisa e militante, Ruth era conhecida como "professora doçura". Nasceu em Parintins e traçou longa jornada na educação do Amazonas. 

"A Ruth nunca ficou sentada. Fez de tudo. Lutou, venceu, subiu ao pódio. Foi uma das mais batalhadoras e lutadoras que passou por este caminho" recorda a amiga pessoal e companheira de profissão, Odinea Andrade.

Ruth era membro cativo da Academia de Ciências, Letras e Artes do Amazonas (ALCEAR). O presidente Gaitano Antonaccio lamentou a perda.

"Ela vai deixar uma lacuna muito grande. A nossa "professora doçura" deixa um grande espaço no magistério. Era dedicada, esforçada, coloborou muito no governo na luta pela educação. Perdemos uma grande guerreira".

De acordo com a família, o corpo da professora chega a Manaus na noite deste sábado e ela será velada no Palácio Rio Negro. 

Biografia

Ruth Prestes Gonçalves, natural de Parintins, nasceu a 6 de março de 1930, filha de Elias Simão Assayag e de dona Guajarina F. Prestes. Ingressou no magistério muito jovem e sempre desempenhou funções inerentes à educação, tornando-se mestra nessa área. Ocupou cargos de relevância no Estado do Amazonas, exercendo os cargos de Subsecretária de Educação e Presidente do Conselho Estadual de Educação. Lecionava Psicologia da Educação, Diretrizes para a Educação Básica e Metodologia da Língua Portuguesa. Ainda foi Membro do Conselho Estadual de Educação da FUNDEF, do Conselho Indígena, da Associação dos Escritores do Amazonas, e emprestava com a sua notável intelectualidade a sua presença como fundadora da Academia de Letras, Ciências e Artes do Amazonas.

Lecionou por muitos anos na Universidade Nilton Lins, no Colégio Martha Falcão. Grande colaboradora do Instituto de Pesquisas Avançadas em Educação - INEP, e foi participante na elaboração do documento sobre Diretrizes e Normas da Educação Especial - MEC/Brasíia. Escritora de méritos e poetisa talentosa, deixou algumas obras, entre as quais se destacam "Manual de Orientação para professores da Educação Infantil, ensino fundamental e médio e uma série de artigos. Entre seus livros de poesia são destaques: "Amar, Sonhar e Rimar"; Vida versus Poesia,em parceria com a poetisa Rene Costa e várias participações em Antologias Literárias Brasileiras. 

Publicidade
Publicidade