Publicidade
Cotidiano
Notícias

MPF de Tabatinga (AM) entra em greve na crítica região da tríplice fronteira do Brasil com a Colômbia e Peru

Os servidores reclamam da perda salarial e estimam que a inflação tenha "corroído" as remunerações em aproximadamente 129% no período de oito anos de salários congelados 13/08/2012 às 21:06
Show 1
Municipio de Tabatinga na fronteira do Brasil com a Colômbia na cidade de Letícia no Alto Solimões
acritica.com* Manaus

Teve início nesta segunda-feira (13), a greve dos servidores do Ministério Público da União (MPU). O movimento foi deflagrado nacionalmente pela maioria das unidades do órgão espalhadas pelo País.

Na Procuradoria da República no município de Tabatinga (a 1.108 quilômetros de Manaus), unidade do Ministério Público Federal (MPF) , situada na crítica região da tríplice fronteira do Brasil com a Colômbia e o Peru, conhecida pelos altos índices de tráfico internacional de entorpecentes, os servidores estão de ‘braços cruzados’ por prazo indeterminado. 

Representada pelo Sindicato Nacional dos Servidores do Ministério Público da União (SINASEMPU), a categoria tem como pleito principal o pedido da inclusão de reajuste salarial no Projeto de Lei Orçamentária Anual de 2013 – PLOA/2013, que tem até do dia 31 de agosto para ser entregue no Congresso Nacional.

Os servidores reclamam da perda salarial e estimam que a inflação tenha "corroído" as remunerações em aproximadamente 129% no período de oito anos de salários congelados.

A Procuradoria da República no Município de Tabatinga respeitará as demandas urgentes durante o movimento paredista e não sofrerão prejuízo os processos, documentos e representações que envolvam interessados que sejam idosos, incapazes, deficientes ou réus presos.

*As informações são da assessoria do MPF de Tabatinga.