Publicidade
Cotidiano
Notícias

Musa da CPI, namorada de Cachoeira é suspeita de ser laranja do bicheiro, diz jornal

Segundo reportagem do jornal "O Globo" deste sábado (28), o MPF pediu à Polícia Federal que abra inquérito para apurar se Andressa é laranja de Cachoeira, preso em fevereiro deste ano sob a acusação de comandar uma rede de jogos ilegais 28/07/2012 às 14:04
Show 1
A mulher do bicheiro Carlinhos Cachoeira, Andressa Mendonça
Uol São Paulo

Namorada de Carlinhos Cachoeira e apontada como a musa da CPI que investiga as relações do marido com políticos, Andressa Mendonça está na mira do Ministério Público Federal.

Segundo reportagem do jornal "O Globo" deste sábado (28), o MPF pediu à Polícia Federal que abra inquérito para apurar se Andressa é laranja de Cachoeira, preso em fevereiro deste ano sob a acusação de comandar uma rede de jogos ilegais.

De acordo com a reportagem, há suspeitas de que Cachoeira passou para o nome de Andressa uma fazenda de R$ 20 milhões entre Luziânia (Goiás) e Santa Maria (Distrito Federal), a cem quilômetros de Brasília.

Sempre segundo o jornal, as informações aparecem em documentos apreendidos na Operação Monte Carlo da Polícia Federal. Diálogos interceptados na operação também comprovariam a acusação.

Questionado pelo "O Globo" sobre o tema, a namorada de Cachoeira disse que o contrato de compra e venda da fazenda não está assinado e negou que tivesse conversado com o namorado sobre o assunto. Confrontada com os diálogos apresentados pelo jornal, Andressa disse não se lembrar da conversa.

Declaração de amor

Na quarta-feira (25), Cachoeira usou o direito constitucional de permanecer em silêncio em resposta à maioria das perguntas formuladas pelo juiz Alderico Rocha Santos, durante audiência na 11ª Vara da Justiça Federal. Nas poucas vezes em que falou, o réu fez uma declaração de amor à namorada.

Cachoeira disse que seu sofrimento é muito grande e, virando em direção a Andressa, que estava na plateia, afirmou: "aquela mulher mudou a minha vida". E completou: "Eu te amo". Andressa respondeu que também o amava.

Quando questionado pelo juiz se era casado, disse que era uma pergunta difícil, porque não era casado oficialmente. "Só o Ministério Público me liberar. No primeiro dia, tá?", disse, olhando para Andressa. "Essa declaração eu queria fazer em público", completou.