Publicidade
Cotidiano
Notícias

No ano passado, 11 PMs foram mortos em serviço no Amazonas

Policiais militares deixaram 29 mortos durante abordagens em 2014. Número de pessoas assassinadas em intervenção policial aumentou 414% em relação a 2013 09/10/2015 às 21:39
Show 1
Dados do FBSP aponta que aume ntou em 414% os números de pessoas mortas por PM ano passado em relação a 2013 e de 550% o de policiais mortos durante o serviço
Luana Carvalho Manaus (AM)

O número de pessoas assassinadas em intervenção policial no ano passado teve um aumento de 414% em relação a 2013, no Amazonas. Em 2014, foram 29 vítimas contra sete no ano anterior. Desse total, 25 foram mortos por policiais em serviço. O número de policiais mortos em abordagens também aumentou consideravelmente. Em média, 550% de policiais a mais foram assassinados em relação a 2013.

Só no ano passado, 11 policiais morreram no Estado, enquanto que em 2013 foram registradas duas mortes de policiais. Os dados são do 9º Anuário Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), divulgados na última quinta-feira.

Outros registros de violência também tiveram aumento no Amazonas, como o de homicídios, que saltou de 907 em 2013 para 923 no ano passado. Além disso, nove latrocínios a mais foram registrados em 2014. O único índice que sofreu redução no Amazonas foi o de lesão corporal seguida de morte, com uma queda registrada de 54%.

No Brasil, a cada hora, quase sete pessoas foram mortas de forma intencional (homicídio doloso, lesão corporal seguida de morte, latrocínio e morte causada por confronto com as polícias e policiais mortos, tanto em serviço quanto fora dele), no ano passado.

A ação policial foi a segunda principal causa de mortes violentas, respondendo por 5,2% dos casos (3.022 mortes), sendo superada apenas por homicídios dolosos, 89,3% dos casos (52.305 vidas perdidas), mas acima de latrocínios, com  2.061 vítimas (3,5% das mortes violentas) e lesão corporal seguida de morte, com 773 casos, ou 1,3% das mortes violentas.

Estupros

De acordo com o anuário, houve uma redução nos índices de estupros e tentativas de estupros entre 2013 e 2014, no Amazonas. Em 2013, 1433 casos de estupros foram registrados, sendo 1321 só em Manaus.  Em 2014, foram 462 registros a menos. Em Manaus, 869 casos de estupros foram registrados. Em relação às tentativas de estupro, a redução na taxa foi de 60%.

Roubos e furtos

Em média, 12,4 carros foram roubados ou furtados por dia em Manaus durante todo o ano passado. Dados apontam que 2.589 veículos foram roubados e 1.838 foram furtados em 2014. O aumento em relação a roubos foi de 33% em relação a 2013, enquanto de furto foi de 53%. Em 2013, 1.935 veículos foram roubados e 1.199 furtados.

Os levantamentos foram realizados a partir de requisições às secretariais estaduais de Segurança Pública e/ou Defesa Social com base na Lei de Acesso à Informação (LAI).

Bandido bom é bandido morto?

Uma pesquisa feita pelo Datafolha, encomendada pelo FBSP, mostra que 50% dos brasileiros concordam com o ditado de que “bandido bom é bandido morto”. Do total de entrevistados, 45% discordaram, 3% não concordam nem discordam e outros 2% não souberam responder. Ao todo, foram  1.307 entrevistados em 84 cidades do país com mais de 100 mil habitantes.  Quando separado por cor da pele, a maior diferença é entre brancos e pretos. Para os brancos, 53% concordam e 41% discordam. Já entre os pretos, 44% concordam e 50% discordam.

Em números

29 pessoas morreram durante intervenções policiais no ano passado no Amazonas. Em 2013, sete casos foram registrados.  Desse total, 25 foram mortos por policiais em serviço.