Publicidade
Cotidiano
Notícias

No Dia Nacional do Ortopedista profissionais fazem campanha em prol de um trânsito mais seguro

A campanha vai contar com a distribuição de folhetos e cartazes em frente à Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ), na Cachoeirinha 19/09/2012 às 09:28
Show 1
Segundo especialistas, os ortopedistas são os primeiros a lidar com os traumas dos acidentes de trânsito que, geralmente, comprometem os membros
Ana Celia Ossame ---

Os efeitos perversos dos acidentes de trânsito no Brasil, responsáveis por uma morte a cada 30 segundos e pela internação de milhares de outros, às vezes por períodos longos, é o mote da campanha iniciada nesta quarta (19), pela Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia Regional do Amazonas (SBOP-AM), para comemorar o Dia do Ortopedista. “Os acidentes ainda respondem por muitas amputações e sequelas em milhares de pessoas, exigindo alto custo para a saúde pública, que poderia ser diminuído caso as pessoas evitassem, por exemplo, dirigir após consumir álcool”, afirmou o presidente da entidade no Amazonas, Francisco Mateus, que também é professor da Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

A campanha vai contar com a distribuição de folhetos e cartazes em frente à Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ), na Cachoeirinha, Zona Sul, a partir das 8h desta quarta-feira (19). Segundo o médico, é o ortopedista quem tem que lidar com as vítimas, que lotam a maioria dos leitos das unidades de urgência e emergência. “Em geral, são pacientes com lesões graves como fraturas e lesões que deixarão sequelas irreversíveis”, explicou ele, lembrando que a maioria desses casos poderia ter sido evitada caso os condutores de veículos, entre carros e motos, respeitassem as regras básicas de trânsito.

(A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).