Publicidade
Cotidiano
Notícias

O melhor mês do ano: Julho registra alta de 11% nas vendas de veículos no Amazonas

Entraram neste mês no mercado local, só entre automóveis e comerciais leves, 3279 veículos novos contra 2943 do mês passado. Na liderança dos Autos aparece o Fiat Uno com 206 unidades, seguido de GM Celta (183), Fiat Palio (148) e VW Voyage (147). 04/08/2012 às 08:51
Show 1
Fiat Uno fechou o mês na liderança com 206 carros vendidos na categoria Autos
ISRAEL CONTE Manaus

Em franca recuperação, o mercado de veículos deu mais uma impulsionada  em julho. E os números mostram que o Amazonas cresceu mais do que o mercado nacional. Enquanto no Brasil deu um salto de 3,1% em relação ao mês anterior, por aqui o impulso foi de 11%.

Entraram neste mês no mercado local, só entre automóveis e comerciais leves, 3279 veículos novos contra 2943 do mês passado. Os dados são da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

Na liderança dos Autos aparece o Fiat Uno com 206 unidades, seguido de GM Celta (183), Fiat Palio (148) e VW Voyage (147).

Nos comerciais leves, outro modelo italiano na ponta. Fiat Strada lidera o  segmento no Amazonas com 112 unidades. Em segundo vem Mitsubishi Pajero (95), GM S10 (86)  e VW Saveiro (76).

No segmento de motos, nenhuma alteração nas primeiras colocações com Honda CG 125 comercializando 373 unidades. O destaque positivo fica com a Dafra Speed  150    que vendeu, só em julho,  47 unidades contra 20 unidades nos seis primeiros meses do ano.

Para Onias Mota, gerente de vendas do Braga Veículos, julho foi o melhor mês do ano na vendas de automóveis e comerciais leves até agora.

“Em geral, o mercado foi melhor que o mês anterior e também em relação ao mesmo período do ano passado. Isso se deve, sem dúvida, à redução do IPI (que baixou o preço de carros novos em até R$ 3 mil). Em agosto, último mês do benefício, a tendência é que os números continuem bons”, diz Onias.

Ranking dos mais vendidos no Amazonas

AUTOS

1º FIAT UNO - 206 UNIDADES ( 888)

2º GM CELTA - 183 UNIDADES ( 983)

3º FIAT PALIO - 148 UNIDADES (836)

4º VW VOYAGE - 147 UNIDADES ( 827)

5º FIAT SIENA - 139 UNIDADES (771)

6º VW GOL - 136 UNIDADES (949)

7º RENAULT SANDERO - 93 UNIDADES (485)

8º TOYOTA COROLLA - 90 UNIDADES (450)

9º HONDA CIVIC - 80 UNIDADES (331)

10º VW FOX - 78 UNIDADES (355)

COMERCIAIS LEVES

1º FIAT STRADA - 112 UNIDADES (600)

2º MITSUBISHI PAJERO - 95 UNIDADES (155)

3º GM S10 - 86 UNIDADES ( 416)

4º VW SAVEIRO - 76 UNIDADES (635)

5º TOYOTA HILUX - 69 UNIDADES (415)

6º GM MONTANA  - 55 UNIDADES (384)

7º VW AMAROK  - 54 UNIDADES (126)

8º RENAULT DUSTER  - 43 UNIDADES (205)

9º FORD ECOSPORT - 39 UNIDADES (217)

10º MITSUBISHI L200 - 39 UNIDADES (274)

MOTO

1º HONDA CG 125 - 373 UNIDADES  (2749)

2º HONDA CG 150 - 315 UNIDADES (2165)

3º HONDA NXR 150 - 212 UNIDADES  (1282)

4º HONDA BIZ - 205 UNIDADES (1398)

5º YAMAHA YBR 125 - 129 UNIDADES (959)

6º HONDA CB300R - 74 UNIDADES  (487)

7º YAMAHA 115 CRIPTON - 56 UNIDADES (402)

8º DAFRA SPEED 150 - 47 UNIDADES  (67)

9º DAFRA RIVA 150 - 39 UNIDADES  (219)

10º SUNDOWN MAX 125 - 36 UNIDADES (217)

(*) Acumulado do ano


Brasileiro quer algo mais dos sedãs e hatches
No mercado nacional, o salto nas vendas  continua sendo impulsionado por modelos compactos -- sedãs e hatches médios e monovolumes registraram queda --, principalmente pelos “sedãs premium”, categoria criada para posicionar modelos não tão grandes (e caros) como os sedãs médios nem tão pequenos e baratos como sedãs populares.

O aumento da categoria dos sedãs compactos “com algo a mais” ou sedãs “premium” (que a Fenabrave chama de sedãs compactos no relatório) teve um crescimento de 5,27% em julho. Os sedãs pequenos também cresceram (15,61%), junto com os modelos de entrada (34,18%). Note que hatch pequeno, sedãs e hatches médios, monocab (os monovolumes) e sedãs grandes caíram.

“arrancada”
O carro que ilustra a segunda parte da “arrancada” iniciada em junho é o Chevrolet Sonic sedã, que em seus dois primeiros meses de vida já acumula 1.921 unidades vendidas (742 em junho e 1.143 em julho). O Sonic hatch, por exemplo, vendeu apenas 781 carros neste período (202 no primeiro mês e 540 no segundo), contrariando totalmente as expectativas da Chevrolet, que esperava vender mais hatches do que sedãs.


Na mesma turma do Sonic, Chevrolet Cobalt e Honda City vendem como pão quente.  O Fiat Grand Siena também vendeu bem e fez a “linha Siena” (composta por ele pelo Siena EL de antiga geração) saltar do nono lugar do mês passado para sétimo em julho.

São todos prova de que o consumidor procura um carro com preço mais em conta que os sedãs médios, sem abrir mão de bom nível de equipamentos e espaço.

Com apoio do UOL Carros