Publicidade
Cotidiano
REGISTROS CIVIS

O novo mês das noivas: dezembro supera maio em número de casamentos

Dados de 2016 do IBGE indicam que, no Amazonas, 2.115 matrimônios foram oficializados no último mês do ano passado, superando os 1.623 celebrados em maio 15/11/2017 às 19:14 - Atualizado em 15/11/2017 às 19:44
Show 2017 11 15 photo 00000887  1
Vitor Gavirati Manaus

Dezembro foi o mês em que mais foram registrados casamentos no Amazonas  em 2016. Ao todo, 2.115 matrimônios foram oficializados no último mês do ano passado, superando os 1.623 celebrados em maio, tradicionalmente conhecido como mês das noivas.

Os números sobre casamentos no Brasil foram divulgados nesta semana pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no levantamento ' Estatísticas do Registro Civil 2016'

De acordo com os dados do órgão, casar no final do ano é uma tendência não apenas dos amazonenses, mas dos brasileiros em geral. Nas cinco regiões do país, o mês de dezembro foi o que mais registrou casamentos. No total, 128.209 matrimônios ocorreram no último mês de 2016. Na região Norte, 10.873 das 81.693 uniões conjugais aconteceram em dezembro, o que corresponde a 13,3% dos casamentos feitos no ano.

Número de casamentos no Norte

O estado da região Norte em que mais ocorreram casamentos no ano de 2016 foi o Pará, com 33.773 registros. Em segundo lugar está o Amazonas, com 16.977 matrimônios. Roraima foi quem teve a menor quantidade, 2.317.

Segundo o IBGE, em 2016, na região Norte, foram realizados 1.058 casamentos a menos do que em 2015, quando aconteceram 82.751 trocas de alianças. No Brasil, houve queda de 3,7% no total de casamentos em relação a 2015. Essa redução foi observada em todas as grandes regiões do país, variando de -4,6% no Nordeste a -1,3% no Norte.

Número de casamentos diminui no Amazonas

Em comparação com 2015, o número de casamentos realizados no Amazonas diminuiu 7,13%, superando a média nacional. O número de casamentos entre pessoas de sexos opostos no estado caiu 7,52%. Tendência que também é vista nos matrimônios entre pessoas do mesmo sexo.

A quantidade de casamentos entre homens diminuiu 29,54%. Já a de uniões entre mulheres caiu 27,7%.

Dos 27 estados brasileiros, 20 apresentaram redução dos registros civis de casamentos entre 2015 e 2016, sendo o Piauí (-13,2%), Alagoas (-12,5%) e Paraíba (-11,3%), com reduções acima de 10,0%. O Amapá se destaca pelo aumento de 20,0% no número de casamentos registrados.

Casamentos homossexuais no Norte

Segundo o IBGE, o Amazonas é o segundo estado da região Norte que mais registra casamentos entre pessoas de mesmo sexo, ficando atrás do Pará. Em 2016, aconteceram  31 casamentos entre homens e 39 entre mulheres no Amazonas. Já o estado vizinho registrou 35 e 41, respectivamente.

No Pará, o número de casamentos entre mulheres aumentou em comparação a 2015. No ano retrasado, aconteceram 32 casamentos do tipo. A quantidade de matrimônios entre mulheres na região Norte foi a mesma nos dois anos comparados, 114. Já a união entre homens caiu de 116 para 81.

Em 2015 e 2016 o Acre não registrou nenhum casamento entre homens. O estado com menos casamentos entre mulheres é Roraima, com apenas 2 registros.

 

Publicidade
Publicidade