Publicidade
Cotidiano
Cotidiano, Meio Ambiente, Prevenção, Desastres Naturais, Enchente, Seca, Desbarrancamento, Deslizamentos, COEP

Oficina online capacita sobre desastres naturais

Oferecida pela Rede de Mobilizadores COEP a oficina pretende promover uma cultura de enfrentamento dos riscos de desastres, explicar as causas naturais e estruturais desses eventos extremos e disseminar ações de prevenção 29/11/2012 às 11:17
Show 1
Cheia histórica deste ano castigou moradores do interior do Amazonas e da capital
acritica.com Manaus

No período de 3 a 7 de dezembro a Rede de Mobilizadores COEP irá realizar a uma oficina online sobre Prevenção a Desastres Naturais, no endereço eletrônico www.mobilizadores.org.br. As inscrições estão abertas e podem ser feitas até o dia 3.

O objetivo é ajudar a promover uma cultura de enfrentamento dos riscos de desastres, explicar as causas naturais e estruturais desses eventos extremos e disseminar ações de prevenção.

A oficina, que tem apoio da Eletronuclear, da Fiocruz e da Fundação Banco do Brasil, terá como facilitador o diretor do Centro Universitário de Estudos e Pesquisas sobre Desastres, da Universidade Federal de Santa Catarina (Ceped/UFSC), Antônio Edésio Jungles.

O Atlas Brasileiro de Desastres Naturais mostra que, nos últimos vinte anos, foram registradas 31,9 mil catástrofes no país, das quais 73% ocorreram na última década, sendo uma média de 1,3 mil catástrofes por ano, de acordo com levantamento do Ministério da Integração Nacional.

Aliado a esses fatores, o brasileiro convive com o crescimento desordenado das cidades; a ausência de políticas públicas mais efetivas para assegurar à população os direitos básicos de cidadania; e outras questões que contribuem para o aumento da vulnerabilidade das populações aos desastres naturais.

Além de desmentirem a lenda de que o Brasil é um país livre de tragédias naturais, estudos do Banco Mundial lançados recentemente mostram quão devastadores foram os últimos desastres no país para as economias locais.

De acordo com recente avaliação, as perdas foram de aproximadamente R$ 15 bilhões.

Para Frederico Pedroso, consultor do Banco Mundial, "o gerenciamento do risco de desastres é um tema que só recentemente ganhou visibilidade no Brasil e criar medidas preventivas exige planejamento urbano e financeiro, além de um compromisso de longo prazo".

Mas, qual a dimensão do impacto social e ambiental desses eventos extremos?

Além das perdas humanas, que são irreparáveis, e das perdas materiais contabilizáveis, os eventos extremos podem acarretar diversas outras perdas para as pessoas atingidas, comprometendo aquilo que lhes confere identidade. Desastres de grandes proporções podem desestruturar todo o sistema de referências no qual a vida de uma pessoa se apoia.

Para participar da oficina, é preciso estar cadastrado no site da Rede Mobilizadores. O processo é simples, rápido e gratuito. Basta acessar www.mobilizadores.org.br e clicar em "Inscreva-se".

As vagas são limitadas e todos os que participarem do minifórum da oficina, receberão certificado emitido pela Rede Mobilizadores.

Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (21) 2528-3352, ou no site da Rede Mobilizadores.