Publicidade
Cotidiano
Notícias

Onda de violência preocupa Coari (AM), que cobra mais ações de combate ao tráfico de drogas

Segundo o diretor o Departamento de Investigações Sobre Narcóticos, há fortes indícios de que todos os crimes que estão ocorrendo em Coari estejam relacionados de alguma forma com o tráfico de drogas. O Comandante-Geral da Polícia Militar do Amazonas afirmou, na última semana, que recebeu ordem do governador José Melo para dar total apoio à segurança pública do município 27/01/2016 às 12:38
Show 1
Coari (AM) entrou na rota das quadrilhas especializadas em roubo a carros, que, segundo a PC, atuam retirando os veículos das ruas de Manaus e os distribuindo para vários municípios do interior
acritica.com* Manaus (AM)

Na manhã desta quarta-feira (27), a Delegacia Especializada em Furtos e Roubos de Veículos (DERFV) - por meio do delegado Péricles Rodrigues do Nascimento, que está no município de Coari (distante a 363 quilômetros da capital Manaus) numa ação conjunta entre a Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-AM) e a Prefeitura Municipal de Coari -, informou que apreendeu 12 veículos roubados e prendeu cinco pessoas em flagrante dentro de poucas horas.

O delegado Péricles informou, ainda, que a delegacia já tem informações de como as quadrilhas especializadas neste tipo de crime atuam, roubando os veículos em Manaus e os distribuindo para vários municípios do interior do Estado do Amazonas, e começam a traçar planos para brecar os criminosos.

“Coari é o primeiro município em que estamos atuando, mas certamente iremos agir em outros do Estado”, garantiu o delegado. Segundo ele, os veículos apreendidos em Coari “agora serão periciados, para depois serem deslocados até Manaus e devolvidos aos seus verdadeiros donos”.

Este caso reflete o crescente índice de violência que começa a ser percebido pelas ruas do segundo município mais rico do Amazonas, graças aos royalties pago pela produção de gás natural. A cidade de Coari vem enfrentando o problema que, segundo o Departamento de Investigações Sobre Narcóticos (Denarc), está associado ao tráfico de drogas e tem levado as autoridades do município e até da capital a cobrar dos governos Estadual e Federal ações de melhorias para a segurança pública da cidade.

Direta ou indiretamente

Segundo o diretor do Denarc, delegado Samir Freire, que também está atuando em Coari desde o dia 21 de janeiro, há fortes indícios de que todos os crimes que estão ocorrendo em Coari estarem relacionados de alguma forma com o tráfico de drogas, seja por disputa de espaço de venda de droga, acerto de conta, ou o crime de latrocínio (assalto seguido de morte).

 “Infelizmente a gente nota que em locais onde acontece tráfico de drogas, acontecem também muitos delitos secundários como homicídios e roubos. Então a droga é um problema que precisa ser sempre combatido”, afirmou o delegado. 

O Comandante Geral da Polícia Militar do Amazonas, coronel Marcus Frota, em entrevista ao Programa Fala Cidadão, na Rádio Nova Coari FM, no último sábado (23), afirmou que recebeu ordem do governador José Melo para dar total apoio à segurança pública de Coari, mas que "o esforço que se fará não pode ser feito apenas por uma mão, tem que ser várias mãos nessa causa". 

“Nós precisamos de um grande empenho do Poder Judiciário. Nós precisamos de um delegado presente e atuante para podermos dá uma satisfação ao povo de Coari. Porque se nós não tivermos os mandados de prisão na mão, nada a polícia pode fazer para prender os delinquentes que se encontram comprometidos com o crime. Repito: a partir dessa semana nós vamos realizar uma força-tarefa. E não será uma ação temporária, nós vamos fazer constantemente. Mas, precisamos do Ministério Público, do Poder Judiciário e precisamos do delegado 24 horas presente conosco, senão não vai dar certo”, declarou Frota à rádio.

O Comandante também confirmou que, ainda esta semana, o Governo do Estado entregará uma lancha balsa para ser utilizada no combate aos piratas dos rios, que têm cometidos diversos ataques criminosos entre os municípios de Coari e Tefé. A Prefeitura de Coari também informou que o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) doou ao município uma balsa que será utilizada para a instalação de um posto da Polícia Militar na fronteira com o município de Tefé.

Ataque de piratas preocupam

O combate aos piratas dos rios, um dos problemas que mais preocupa a população de Coari, sobretudo as famílias que residem no trecho entre Coari e Tefé, deverá ganhar reforço com operações conjuntas da Marinha, Exército, Polícia Federal e SSP-AM, caso a indicação do deputado estadual Luiz Castro (Rede), de utilizar as Forças Armadas neste combate, seja acatada.

O pedido, segundo o parlamentar, pré-candidato à Prefeitura de Manaus pela Rede Sustentabilidade, se deve às constantes reivindicações de ribeirinhos, empresas de navegação e usuários do transporte fluvial, que clamam por medidas governamentais para coibir as ações criminosas.

Conforme Luiz Castro, registros da SSP-AM apontam que mais de cem casos envolvendo furtos e roubos entre 2014 e 2015, e justamente por esse motivo solicita operações conjuntas da Marinha, Exército, Polícia Federal e Secretaria de Segurança Pública nos rios da região.

Segurança pública

Em nota, a Prefeitura de Coari diz que desde julho de 2015 tem cobrado do Governo do Estado ações no sentido de melhorar os mecanismos de segurança pública no município e que, embora ações imediatas tenham sido implementadas (tal como o aumento sazonal do efetivo da Polícia Militar com o reforço da Tropa de Choque e o aperfeiçoamento de investigações com ações de inteligência e o reforço da Polícia Civil, com envio de uma equipe da Delegacia Especializada de combate ao tráfico de entorpecentes), a Prefeitura acredita que mais pode ser feito.

O prefeito de Coari, Raimundo Magalhães (PRB), relata está muito preocupado com a questão da violência em Coari. Por isso, tem feito constantes cobranças dos órgãos de segurança do Estado para que atentem para esse problema.

“Na última vez que estive em Manaus, antes mesmo dos últimos acontecimentos, eu reuni duas vezes com o secretário de Segurança Pública do Estado, o delegado da Polícia Federal Sergio Fontes, e além de relatar todos os problemas que o município vem enfrentando na área de segurança pública, solicitei uma equipe da Tropa de Choque para ajudar o efetivo da PM em Coari, que é apenas de 33 policiais, e pedi também a presença da Delegacia Especializada em combate ao tráfico de drogas aqui em Coari, para que possa investigar e punir as pessoas que estão tirando o sossego e a paz da nossa população, e nós fomos imediatamente atendidos”, disse Magalhães.

Ainda segundo Magalhães, o Secretário de Segurança Pública anunciou que em 30 dias Coari contará com Câmeras de vigilância 24 horas, que serão instalaras nas principais vias e entradas de bairros.


*Com informações da assessoria de imprensa