Publicidade
Cotidiano
prisão quadrilha

Operação Dominó prende em Manaus quadrilha que praticava vários tipos de crimes

De acordo com o delegado titular da DERFD, grupo era especializado em assalto a residências, comércios, roubo de veículos e tráfico de drogas 20/01/2012 às 14:24
Show 1
Quadrilha foi presa em cumprimento a mandados de prisão
Cassandra Castro Manaus

Sete pessoas foram presas em cumprimento de cinco mandados de prisão e seis de busca e apreensão da “ Operação Dominó”, deflagrada na tarde de quinta-feira(19) pela Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações(DERFD).

O grupo é acusado de participar de um esquema de roubo de residências, comércios, veículos, motos, além de também estar envolvido com o tráfico de drogas. Os mandados foram expedidos pelo Juiz de Direito Genesino Braga Neto, da 10ª Vara Criminal.

Foram presos Omar Melo Filho, o “Omarzinho”, 39, apontado como o chefe da quadrilha e conhecido traficante que atua em Coari e em Manaus, Alan Ribeiro Falcão, 34, Maria José Alves Nascimento, 41, Israel Chaves Pereira, 24, dois foragidos do Complexo Penitenciário Anísio Jobim(Compaj), Silvio Fábio de Souza Campos, 39, e Marcelo Veras do Canto,29, além de Reniso Rodrigo Rodrigues Ferreira, 21.

Foram apreendidos com os acusados, quatro carros, sendo uma L200, cor vermelha, placa OAF-7878, que pertencia ao chefe da quadrilha, “Omarzinho”, um Renault Megane bege, JWT-9604, um Astra, de cor vinho, placa JXM-8869, um Fiat Strada preta JXK-3094; quatro motocicletas, sendo uma Twister cinza, placa NON-9038, Honda CB 300 dourada, placa OAB-1546, uma CG 125 preta, placa NOT-8815, todas com restrição de roubo e chassi adulterado e uma Honda Bros, de cor vermelha, de placa JXB-9607. A polícia também encontrou revólveres, drogas, quatro notebooks e outros materiais. Várias vítimas comparecem à especializada e fizeram o reconhecimento dos acusados. 

De acordo com o titular da Derfd, Orlando Amaral, eles estavam investigando a quadrilha há 20 dias, a partir de levantamento de dados realizados pelo serviço de inteligência da especializada, das ocorrências de roubos a residências e comércios. No decorrer das investigações foi constatado que se tratava de uma quadrilha que envolvia várias linhas criminalidade, praticava assaltos em geral e comercializam droga. Os veículos roubados tinham chassi remarcado, e posteriormente eram vendidos, além de serem usados pela quadrilha nos assaltos.

Segundo o delegado Orlando, “Omarzinho” era responsável pela logística, fornecia as armas e os veículos para uso da quadrilha, além, de ser o principal receptor dos objetos roubados. Com o dinheiro também matinha o tráfico de drogas. Maria José, Israel, Alan, Omar, Marcelo, Silvio e Reniso serão encaminhados à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, Centro.