Publicidade
Cotidiano
Notícias

Padroeira do Amazonas começa a ser homenageda por fiéis católicos

As celebrações em homernagem à padroeira, Nossa Senhora da Conceição, iniciaram semana passada e continuarão diariamente até o dia 8 de dezembro 03/12/2012 às 08:59
Show 1
Procissão alusiva à padroeira do Amazonas atrai multidão de fiéis
acritica.com ---

O dia dedicado à padroeira do Amazonas, Nossa Senhora da Conceição, acontece no sábado (08), mas a programação de atividades em homenagem à santa tiveram início na quinta-feira (29) e irão prosseguir durante toda a semana, com missas e o tradicional novenário.

As celebrações são diárias e acontecerão às 12h e às 18h30 na Catedral Metropolitana de Manaus, localizada na avenida Sete de Setembro, Centro.

“A devoção à Nossa Senhora da Conceição data do início da igreja católica e a tradição foi trazida para o Amazonas no século XVII pelos carmelitas, que construíram a primeira igreja da região no local onde hoje está situada a Matriz. Talvez por isso, ela  tenha se transformado na padroeira do Estado”, conta o pároco da Matriz, José Albuquerque.

Renovação

O Tema dos festejos deste ano é “Feliz aquela que acreditou”, baseado no texto de são Lucas. O padre explica que o tema foi escolhido pois a igreja católica celebra o ano da fé e o papa Bento XVI convocou todos os católicos a renovar sua fé. “E Nossa Senhora é um exemplo de fé. Ela acreditou na palavra de Deus. A novena também é um momento de renovação da fé e de preparação para o ponto alto que é o dia em honra da padroeira”, ensina José Albuquerque.

No próximo sábado, os festejos iniciam a partir das 7h30, com missa solene às 10h. A programação culminará com a procissão, às 16h30, que irá percorrer as ruas do Centro da cidade até o cruzamento entre as avenidas Eduardo Ribeiro com Sete de Setembro, onde será celebrada uma missa campal com a presença do arcebispo e de todos os padres da capital. Além disso, a Matriz ficará aberta durante todo o dia para a visitação dos fieis. “Ao percorrer o Centro nosso objetivo é expressar publicamente nossa fé em Deus e imitando Maria”, afirmou o pároco Albuquerque.